Notícias / Politica

09/04/2020 - 07:54

Com receita em queda, prefeito vai propor redução salarial de vereadores; líder da oposição Pastorello apoia medida

Por Sinézio Alcântara

Expressão Notícias

 (Crédito: Expressão Notícias)
O prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) vai propor a redução salarial dos vereadores. Nos próximos dias ele irá encaminhar um Projeto de Lei do Executivo, sugerindo a redução do duodécimo à Câmara. A prefeitura repassa ao legislativo, mensalmente, 7% da Receita Corrente Líquida, equivalente entre R$ 550 a R$ 650 mil. A medida, de acordo com o prefeito, se torna “necessária” devido a queda da arrecadação municipal em razão da pandemia do coronavirus.

Ainda não está definido o percentual da redução salarial. Francis está aguardando o resultado oficial da arrecadação, para saber o volume da queda, para apresentar o projeto. Contudo, acredita que será entre 40 e 50 por cento dos repasses. “Que a arrecadação vem caindo é certo. Mas, ainda não sabemos o quanto. Por isso vamos aguardar para ter os números em mãos. Com bases nesses números faremos a proposta da redução dos repasses” explicou.

O prefeito diz que espera a compreensão dos vereadores. “O momento é de união. A redução é necessária. Temos que dar uma cota de sacrifício neste momento de dificuldade que atravessa o nosso país”. O subsídio dos vereadores de Cáceres é de R$ 8,5 mil mensal. Além disso, recebem mais R$ 4,8 mil de Verba de Indenizatória – recursos destinados, geralmente, para despesas extras dos vereadores – o que totaliza R$ 13.3 mil mensalmente.

Maior opositor do prefeito apoia medida

A iniciativa do prefeito conta com apoio do vereador Cesare Pastorello, considerado um dos lideres da oposição na Câmara. Ao defender a medida, Pastorello diz que desde 2017 sugere a redução do repasse ao invés de a Mesa Diretora ficar devolvendo dinheiro, todo ano, ao Executivo. Lembra que, no ano de 2019 foram devolvidos a administração quase R$ 1,2 milhão.

“O momento é oportuno devido à queda da receita, mas há muito tempo estou sugerindo a redução dos repasses” diz acrescentando que em 2019 a Câmara recebeu da prefeitura R$ 7 milhões e só gastou R$ 6 milhões, com folha de pagamento de vereadores, servidores e encargos sociais. Sobrou mais de R$ 1 milhão” disse enfatizando que por isso, a Mesa Diretora faz constantes devoluções a administração.
 
O vereador explica ainda que a Constituição Federal estabelece tetos do duodécimo ao legislativo, mas não o mínimo. E, que o dinheiro devolvido, geralmente, ninguém vê ou viu.

“Cai no bolo da prefeitura, não se sabe o que faz com o dinheiro, se pagou servidor ou se fez obras”. Diz revelando que, neste ano, mesmo com a meta de devolver R$ 100 mil por mês ao município, por conta do coronavirus, a Câmara ainda terá dinheiro sobrando no fim do ano. Disse que, chegou a propor que 25% dos recursos devolvido fossem diretos para melhoria nas escolas, mas não foi aprovado.

Comentários

inserir comentário
16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Jéssica, em 13.04.2020 às 09:59

    Senhor Antonio Carlos está bem desinformado, o salário dos secretários é 9.307,00 e de coordenador é 4.654,03, e quem é efetivo só recebe diferença disso, não recebe esse valor inteiro não. Pesquisa antes de falar o que não sabe. Mania de falar que funcionário é peso pra sociedade, nem sabe o que fazem pra manter as portas abertas.

  • por Cabeludo moto táxi, em 10.04.2020 às 18:30

    Parabéns prefeito pela iniciativa, acho que deveria era cortar os salários dos vereadores neste momento de pandemia e depois que acabar tudo isso, reduzir o número de vereadores para 5 e com salário de 600$ por mês só para lembra-los que a maioria da população sobrevive com este dinheiro, estaria de bom tamanho para uma cidade miserável igual a nossa a onde não gera emprego pra ninguém e que quem queira viver aqui precisa ser servidor público ou autônomo.

  • por JOSÉ, em 09.04.2020 às 21:32

    PARABÉNS PREFEITO E VEREADOR PASTORELO

  • por Theodoro, em 09.04.2020 às 20:16

    Tdos os secretários, vereadores, prefeito e vice prefeita tem q devolver, são os q ganham maiores salários...fechar a Sicmatur, aquilo só funciona no fipe...quero só ver se vão mexer com os pequenos, vamos mostrar e botar a boca pra imprensa cair de pau neles.

  • por Gonçalves, em 09.04.2020 às 16:29

    Esse Pastorello é bem cara de pau gosta de fazer políticas porque que ele não devolvem todo o salário deles já que tem dois super salários .

  • por Rodrigo, em 09.04.2020 às 13:46

    Prefeito parabéns pela proposta de redução dos repasses a Câmara municipal. Porém, não é justo que nesse momento de crise por conta da Covid só ocorra redução no legislativo. O executivo deve dar a sua importante parcela de contribuiçao reduzindo os altos salários do Sr prefeito, vice, secretários e assessores, que são muito altos para uma cidade que não tem arrecadação. Apresente junto com a sua proposta de redução de repasse a Câmara municipal, qual será a contribuição por parte do Executivo em valores, quais as medidas adotadas nesse período tão critico, pelo menos até melhorar a economia e por consequência a arrecadação municipal.

  • por Maria Luiza, em 09.04.2020 às 11:51

    Até que enfim uma proposta apresentada pelo Prefeito que vem de encontro aos anseios da população. E muito alto o recurso repassado para essa Câmara municipal e principalmente para custear o salário dos vereadores e seus assessores.Mas também essa contribuição com a redução salarial proposta tem de partir como exemplo do executivo municipal, que com a redução dos altos salários que a população é quem paga. Tudo sai dos bolsos dos contribuintes...vamos reduzir esses salários de prefeito, vice prefeita, secretários e também dos outros órgãos da Prefeitura. O momento é de cada um dar a cota de colaboração para passarmos por essa crise.Aguardamos atentamente uma decisão por parte do Sr. Prefeito. A população cacerense agradece.

  • por Jota, em 09.04.2020 às 10:29

    Esse recebimento de verbas indenizatórias é a coisa mais horroroza que já foi vista! Não estamos vendo um vereador fiscalizando o funcionamento do comércio nesse período. O virús ta aí! Parabéns prefeito, a população concorda com a diminuição salarial dessa turma.

  • por Antonio Carlos, em 09.04.2020 às 10:29

    Parabéns pela iniciativa Prefeito. Mas seria bom que o Senhor determinasse a redução de salário do senhor , da vice Prefeita e dos cargos Comissionados em pelo menos 50% cinquenta por cento. Além dos comissionados da Autarquia Aguas do Pantanal e Previ Caceres, pelo período de pelo menos 6 meses. O período e critico, e com apoio e colaboração de todos conseguiremos passar por essa crise. A população agradece, afinal o salario de um secretário Municipal é bem elevado para uma cidade como a nossa que não tem arrecadação.R$12.000,00 ( secretários. E R$6.000,00 de coordenadores, que são muitos e alguns até desnecessários nesse momento.

  • por Felipe Gusmão, em 09.04.2020 às 10:20

    É muito dinheiro para uma câmara que não produz nada. É muito dinheiro jogado fora. Veja a qualidade de alguns vereadores: (Denis acusado de agreção e desacato, Barone acusado de rachadinha, Cezare só tem gogó nao faz nada, Rubens macedo acusado de Rachadinha, Zé Eduardo só quer saír no braço, Zakarquim é reporter do executivo, só tira foto de obras para o francis, etc...), na minha opnião onão valem nem 1 salario mínimo. Reduzir é puco, tem que acabar com esse cabide de emprego e foco de corrupção. (Minha opnião)

Mais comentários
 
Sitevip Internet