Notícias / Mato Grosso

28/02/2020 - 11:53 | Atualizado em 28/02/2020 - 12:15

Investigadora nascida em Quatro Marcos é aprovada na Escola Superior de Guerra

Por Fabiana Mendes

Divulgação

 (Crédito: Divulgação)
A policial Patrícia Martins Maggio Maximino do Ó será a primeira representante investigadora da Polícia Judiciária Civil (PJC) de Mato Grosso no curso superior de Inteligência Estratégica oferecido pela Escola Superior de Guerra (ESG), o Instituto de Altos Estudos de Política, Defesa e Estratégia integrante do Ministério da Defesa do Brasil.

Patrícia embarca na próxima semana para o Rio de Janeiro, onde dará  início aos estudos.

 
Ela, que integra a Corporação há 18 anos, é especialista em Inteligência de Segurança Pública pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e há 12 anos exerce atividades de inteligência. 
 
“Ingressei na PJC-MT em 2001 atuando na região fronteiriça de Cáceres. Em 2006, passei a trabalhar no Núcleo de Inteligência do antigo Centro Integrado de Segurança Pública, no Coxipó (Cuiabá). Atuei na Diretoria de Inteligência por um longo período e  atualmente exerço funções  na Unidade de Inteligência da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Sinto-me muito honrada em representar toda a classe de investigadores e a Polícia Judiciária Civil como aluna da Escola Superior de Guerra”, disse.
 
A ESG foi criada em 1949 para desenvolver e consolidar os conhecimentos para o exercício das funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional. A instituição funciona como centro de estudos e pesquisas que tem como objetivo planejar, coordenar e desenvolver os cursos que forem instituídos pelo Ministro da Defesa.

A Escola não desempenha função de formulação ou execução da política do país. Seus trabalhos são de natureza exclusivamente acadêmica, sendo um foro democrático e aberto ao livre debate.
 
“A primeira oportunidade de ingresso ao Curso Superior de Inteligência Estratégica veio em 2013 quando ainda atuava na Diretoria de Inteligência da PJC-MT, mas, infelizmente, não fui aprovada no processo de seleção. Contudo, não desisti e continuei estudando e trabalhando muito até que este ano fui aprovada. Foi um longo período de estudo e dedicação à atividade de inteligência na Polícia Civil para chegar até aqui”, contou a policial.
 
“Entendo que esta é uma oportunidade singular na minha carreira, já que será a primeira vez que uma investigadora da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso integrará o Curso Superior de Inteligência Estratégica da ESG. Estamos falando de um curso que para nós militantes da atividade de inteligência é de extrema importância, haja vista que foi esta instituição que preparou diversos líderes civis e militares deste país. Sinto-me honrada com a oportunidade e certa de que continuarei a fazer o melhor em termos de segurança pública em prol da sociedade mato-grossense e da instituição”, concluiu.

Patrícia e filha da professora da Escola Milton Marques Curvo de Cáceres, Maria Martins e do falecido empresário da Cerâmica Dois Irmãos do Distrito do Caramujo, Claudinel Maggio. (Com Jornal Oeste)

Comentários

inserir comentário
2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Conceição Martins Bonfá, em 29.02.2020 às 15:23

    Parabéns Prima , vc merece nós da família Martins estamos orgulhosos.

  • por André, em 28.02.2020 às 20:30

    Retificando Cláudio Maggio.

 
Sitevip Internet