Notícias / Politica

07/11/2019 - 10:16 | Atualizado em 07/11/2019 - 10:30

'RACHADINHA': Após denúncia, presidente da Câmara de Cáceres acaba com adicional noturno

Por Jornal Oeste

Ilustração

 (Crédito: Ilustração)
Após a repercussão negativa da nota da coluna Direto da Fonte, do jornalista Gonzaga Júnior, o presidente da Câmara de Vereadores de Cáceres, Rubens Macedo (PTB), extinguiu o adicional de mil reais criado recentemente para os assessores de gabinetes como forma de incentivo para eles comparecerem as sessões noturnas.

O ex-assessor do vereador Wagner Barone (Podemos), denunciou ao Ministério Público Estadual (MPE), que o parlamentar e outros vereadores, entre eles o próprio Rubens Macedo (PTB), é quem ficava com o adicional, uma prática conhecida no meio político como 'rachadinha'.

Perderam o adicional: 

Assessor - Vereador

Jackson Willian Santos da Silva - Valdeníria Dutra
Manoel Santana Egues - Rubens Macêdo
Nicolas Ribeiro de Souza - Elza Basto
Ernani Luiz Ladeia Segatto - Valter Zacarkim
Crystian Nunes Fedor - Jerônimo Gonçalves
Nora Ney Silva Santos - Cláudio Henrique Donatoni
Cristiano de Barros - Rosinei Neves
Ronaldo Bartolomeu Gomes Paulino - Alvasir Alencar
Roberto Carlos Pereira dos Santos - Elias Pereira
Luciano Francisco Sebalho de Souza - José Eduardo Torres
Darlan Brunel de Carvalho - Domingos Oliveira

Também perderam o adicional os servidores efetivos Letícia de Oliveira Xaves e Joel Cordeiro de Souza.
 
Além desses, o chefe de gabinete de Rubens Macêdo, o advogado Sílvio Queiroz Teles, vai deixar de receber dois adicionais de função que recebia.

Além do salário de R$ 4.528,68, Sílvio recebia um adicional de R$ 1.000,00 por participar das sessões e mais R$ 1.250,00 por atuar na comissão de licitação.

A perda das funções foi fixada no mural da Câmara, como portarias 204/2019 e 208/2019.

Comentários

inserir comentário
9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Bn, em 08.11.2019 às 07:48

    Cadê o tribunal de contas para ver isso? Depois Cáceres não tem dinheiro para arcar com as dívidas. Enquanto o cidadão rala para pagar suas contas, os vereadores fazendo isso. Indignação total. Queremos respostas.

  • por MARCOS DE JESUS, em 08.11.2019 às 00:12

    Antes de fazer o comentário aqui , eu fui pesquisar o assunto para entender os fatos, e percebi (no meu entendimento) que a lei que prevê o pagamento dos adicionais de função, não contemplam os comissionados no Art. que trata do adicional da sessão parlamentar, Tornando todos os pagamentos ilegal perante a lei vigente. As coisas são piores que se imagina. A irregularidades existe e a rachadinha também e o não sei como o Presidente vai sair dessa . Tomará que não termine em pizza.

  • por Sabrina Pimentel, em 07.11.2019 às 15:24

    Rubens Macedo você é um péssimo vereador na sua posição de presidente, acha que vai enganar o povo com essa forma de dizer que retirou os adicionais dos comissionados, quer dar um de bonzinho mas na verdade foi convocado afazer isso, agora tem mais que devolver esse dinheiro.

  • por olga, em 07.11.2019 às 12:56

    eles tem que devolver esse dinheiro recebido vergonha esse dinheiro pertence ao cofre publico.pra isso tem concurso para nao ter esses roubo e agora vai acusar quem seu rubens por essas lambanças esses descanço com povo cacerence .ja que o senhor faz tudo errado e acusa os funcionarios.

  • por Cacerense INDIGNADO COM A CONDUTA DE CERTOS VEREADORES !, em 07.11.2019 às 12:15

    Respondendo a população cacerense que merece saber a verdade ! Rubens Macedo não está pedindo desculpas alguma : ele como todo mal político usa o poder de parlamentar para persuadir as pessoas. Oque acontece de verdade é que foi feito um relatório com base no TCE de MT e do PR recomendando o senhor presidente da Câmara a retirar tais adicionais de função, mas como tudo isso ocorreu justamente agora, ele usou como artifício de um "BOM" político para parecer a população, lisura ! Esse documento é público pessoal, é só ir na Câmara e pedir pra ver. Recomendo que a população comece a participar destas coisas,pois muitas coisas são feitas pra desviar o foco das falcatruas que se passam ali.

  • por Anarquista, em 07.11.2019 às 11:53

    Corruptos!!!!!

  • por Luiz Marcelo, em 07.11.2019 às 11:45

    Mas era correto pagar ou não? Se era, por que tirar? Se não era, por que pagaram?

  • por Marcelle, em 07.11.2019 às 10:42

    Que palhaçada isso, tinha quer ser o seu Rubens Macedo , ganha muito bem pra ficar de rachadinhas com acessores! Que vergonha, ano que vem está aí pedindo voto na porta de casa.

  • por Baby Shark, em 07.11.2019 às 10:39

    kkkkkkkkkkkk depois que deu merda e fácil tirar e pedir desculpas né Rubens Macedo e demais se quem denuncio ficasse calado taria "de boa" pessoal tudo recebendo.

 
Sitevip Internet