Jornal Oeste

Cáceres, Sexta-Feira, 3 de Julho de 2020

Notícias / Educação

24/09/2019 - 08:04

Professores de Escola de Araputanga tem projeto selecionado para se apresentar em mostra científica internacional

Por Assessoria

Assessoria

 (Crédito: Assessoria)
O projeto foi desenvolvido por quatro professores da Escola Plena João Sato de Araputanga-MT, é fruto da eletiva “La Casa de Papel”, realizada no primeiro semestre deste ano de dois mil e dezenove.

O trabalho veio ao encontro das necessidades de suprir o déficit alimentar das crianças carentes, nas creches e pré-escolas da cidade de Araputanga, e os alunos da Escola Plena João Sato por meio da eletiva conheceram e ajudaram a desenvolvê-lo.

Os estudantes conheceram as propriedades alimentares do óleo e o mesocarpo de babaçu, bem como a maneira utilizar os recursos na produção de alimentos.

Para tal feito, os pesquisadores buscaram conhecer um grupo de mulheres que trabalham com o extrativismo vegetal do babaçu, o Grupo das Margarida, no assentamento Margarida Alves, em Mirassol D’ Oeste, assim como a produção do óleo para inserir na alimentação das crianças da cidade de Araputanga.

O intuito deste projeto veio estimular no aluno atitudes inovadoras no gerenciamento de sua vida desenvolvendo espírito criativo, determinado e inovador, buscando, novos caminhos e soluções para sua formação profissional e pessoal, enfatizando a importância da sustentabilidade com a criação de produtos com matérias primas oriunda da região Vale do Jauru.

Considerado que alimentação e nutrição é um fator essencial na manutenção da saúde, alicerçando os alunos em fase de crescimento, onde faz-se necessário uma alimentação saudável para às crianças é fundamental para o seu desenvolvimento na fase escolar, que é imprescindível para a qualidade de vida.

Ademais, a falta de recursos financeiros causa problemas a uma alimentação correta, então poderemos orientar a uma alimentação mais saudável e com matéria prima oriunda da região, tonando-se mais barata e acessível, melhorando assim a desnutrição que é corriqueira em nossa sociedade. Tornando-se assim a criança mais saudável na comunidade onde ela está inserida.

O projeto será apresentado na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia de 22/10 à 24/10/2019, na cidade de Novo Hamburgo no estado do Rio Grande do Sul. Os professores precursores do projeto são do quadro da Escola Plena João Sato, sendo eles, Cristiane Amorim, Francine Procópio, Viviane Santos e Edmar Francisco.

Comentários

inserir comentário
3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Antonio Vieira Lima, em 28.09.2019 às 08:50

    Parabéns professores pela seleção. Parabéns também pelo despredimento ao envolver outros agentes como colaboradores, assentados outra e escola. Torcendo por voces.

  • por MOSSUETO, em 24.09.2019 às 15:38

    Basta ter visão e força de vontade que conseguimos atingir os nossos objetivos, parabéns professores pela visão e pelo interesse na busca de melhorias para os nossos descendentes, pois quem tem que fazer somos nós, pois o governo não tem essa visão, e se tem, não tem interesse, pois é uma obra útil e barata e por isso não tem como ganharem dinheiro em sua implantação.

  • por Regina, em 24.09.2019 às 12:24

    Que show! Escola pública valorizando a pesquisa!

 
Sitevip Internet