Notícias / Economia

23/09/2019 - 09:44

Casa do Construtor vê terreno fértil para novos negócios no Mato Grosso. Cáceres está na lista

Por Assessoria

Investir em um tipo de empresa que se relaciona com atividades produtivas que vêm crescendo mesmo em uma época de dificuldades financeiras, com lucro líquido de 30% a 40% sobre o faturamento, pode ser um ótimo negócio. Essa possibilidade se abre nos próximos dias em Cuiabá, onde potenciais investidores poderão saber tudo sobre a Casa do Construtor, rede de franquias de locação de equipamentos para construção civil, limpeza e jardinagem, que entre os dias 26 e 28 de setembro participará da Feira do Empreendedor do Sebrae, na capital mato-grossense.

Em razão da rentabilidade diferenciada da rede no Mato Grosso, a empresa tem um plano de expansão especial para o Estado. Levantamentos internos mostram que o crescimento nas franquias da empresa localizadas em áreas onde o agronegócio representa a base da economia local chega a ser 20% maior em comparação com outras regiões do país. No território mato-grossense, a Casa do Construtor já está presente em Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis e Cuiabá. A empresa tem estudos prévios que apontam como altamente promissores os mercados de cidades como Primavera do Leste, Barra do Garça, Cáceres, Tangará da Serra e Nova Mutum.

A empresa nasceu em 1993 como uma loja convencional de materiais de construção em Rio Claro, a 177 quilômetros de São Paulo. Os dois sócios também eram empreiteiros e perceberam que o equipamento que estava ocioso entre uma e outra construção poderia ser alugado para outras pessoas ou empresas, gerando mais renda.

O negócio evoluiu neste rumo e, a partir de 1998, a empresa se tornou uma franquia. Atualmente, são mais de 270 unidades em funcionamento no Brasil e uma no Paraguai. A estimativa é de que a rede empregue algo em torno de 2 mil pessoas, segundo o Gerente de Operações, Fábio Spina.

Consultores estarão à disposição de potenciais investidores

Durante a Feira do Empreendedor do Sebrae, consultores da Casa do Construtor estarão à disposição para avaliar planos de negócio, dar orientações e prestar todas as informações necessárias para os interessados em abrir uma franquia. A rede atende empreiteiras, condomínios, engenheiros e arquitetos autônomos e um número crescente de pessoas apostam no estilo "faça você mesmo". As unidades alugam ferramentas e equipamentos como andaimes, furadeiras, betoneiras, geradores, compressores, escadas, além de toda uma linha focada em jardinagem e limpeza.

"Ter equipamentos significa investir alto, ter um local para guardar, fazer a manutenção e provavelmente ter uma grande ociosidade do patrimônio após a compra. As pessoas não querem mais se preocupar com isso, querem compartilhar o uso, diminuir custos", explica o Gerente de Operações Fábio Spina. "A Casa do Construtor percebeu isso há 26 anos, mas a ideia nunca foi tão atual". Segundo ele, o faturamento da rede cresceu 25% no primeiro semestre de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado. A meta é chegar a mil unidades franqueadas em todo o país até o ano de 2026.

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet