Notícias / Cidade

10/07/2019 - 09:34

Municípios da região de Cáceres vão receber academias populares

Por Jornal Correio Cacerense

Divulgação

 (Crédito: Divulgação)
A prática de atividades físicas ou esportivas é direito de todo cidadão, por isso o deputado Romoaldo Júnior apresentou indicações solicitando a implantação de academias ao ar livre em dez municípios de Mato Grosso. Entre os beneficiados, constam: Jauru, Araputanga, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste, Reserva do Cabaçal, Carlinda, Curvelândia, Guiratinga, Porto Esperidião e comunidade de Adrianópolis, no Vale de São Domingos.

As solicitações do vice-líder do governo na Assembleia Legislativa foram enviadas ao governador do Estado, Mauro Mendes, com cópia ao secretário de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira e Silva. O deputado justifica que a atividade física realizada com regularidade é uma das principais bases para a manutenção da saúde em qualquer idade, junto à correta alimentação e ao estado emocional equilibrado.

“Apresentamos essas indicações por entendermos que se trata de um investimento que vai beneficiar a população de dez municípios de Mato Grosso, pois a prática de exercícios regulares ajuda no controle da pressão arterial, ganho da massa muscular e diminuição da gordura, além de ser uma fonte de equilíbrio, concentração e prevenção às doenças”, defende Romoaldo.

Comentários

inserir comentário
2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por MOSSUETO, em 10.07.2019 às 15:09

    As academias são muito uteis a comunidade, pois é uma maquina que previne as doenças, dá uma sensação de bem estar ao praticante, porém o que está faltando é um orientador presente nas mesmas, oferecendo conhecimento aos usuários até que os mesmos comecem a atuar sozinhos, tenham capacidade DE ORIENTAR OS NOVATOS, frequento uma delas no meu bairro (COHAB NOVA) e vejo os curiosos que aparecem por lá, olham, balançam cada aparelho, não sabem como tudo aquilo apareceu ali, não sabem se tem dono, se pode ser usado, cidadão que nunca viu aquilo, se não tiver alguém para orientar os frequentadores, elas vão ficar como objeto de decoração das praças, no meu bairro temos um professor de educação física voluntario que exercita um grupo de mais ou menos trinta idosos diariamente, e estes vangloriam de ter deixado o uso de medicação para pressão diabetes insônia maior capacidade para, caminhar pedalar e esses idosos arrastam, filhos, netos, que vão tomando gosto pela pratica de exercícios físicos e vão engrossando a fila de novos praticantes, então não é só disponibilizar a academia na praça, mas colocar um professor de Educação Física para prestar orientações físicas e mostrar porque exercitar.

  • por Lucas de Mendonça, em 10.07.2019 às 10:09

    É um absurdo gastar com essas academias.Neste calor, ninguém usa. você passa por todas essas academias, raramente tem um filho de Deus lá. Se realmente quisessem investir em saúde, contratariam profissionais de educação física para oferecer atividades à população de graça. para fazer atividade física, ninguém precisa de aparelho. Mais uma demagogia brasileira para gestor colocar plaquinha e gastar dinheiro do contribuinte. Mostrem algum estudo de quantas pessoas usam realmente essas academias e se elas fazem com regularidade na região. Eita Brasil!

 
Sitevip Internet