Notícias / Futebol

07/06/2019 - 11:53

​Seleção Brasileira feminina tenta espantar má fase e busca surpreender no Mundial da França

Por Assessoria

A Seleção Brasileira feminina está em Portugal, desde o final de maio, treinando para a disputa da Copa do Mundo. A competição, que acontece na França, será uma das últimas oportunidades para Marta conseguir um título com a equipe. A jogadora ainda se recupera de lesão, mas afirma que estará 100% até a estreia contra a Jamaica. O Brasil não passa por bom momento sob o comando de Vadão, mas acredita em uma possível conquista.

Foram 19 jogos disputados entre o começo de 2018 até maio deste ano, segundo o site oficial da CBF, e um aproveitamento de apenas 47,3%. Após conquistar a Copa América vencendo todas as partidas, a Seleção Brasileira entrou em má fase e acumulou várias derrotas consecutivas. São resultados negativos contra Canadá, Estados Unidos, Austrália e, mais recentemente, contra Escócia e Espanha. Ou seja, a equipe perdeu até para seleções pouco tradicionais.

Para piorar a situação, o Brasil também entrou com uma sequência negativa em 2019. O treinador Vadão viu a equipe perder os cinco jogos que fez no ano, chegando no Mundial completamente zerado. Além disso, a equipe sofreu nove gols nessas partidas e marcou apenas três. Números que preocupam quase todos os torcedores e prejudicam qualquer projeção para a Copa do Mundo.

A Seleção Brasileira, que já foi vice-campeã mundial, entra no torneio como uma possível surpresa. O portal online da Betway mostra que o favoritismo, na verdade, está com a França e com os Estados Unidos. No dia 30 de maio, as duas seleções apareciam na liderança da disputa com 22,2% de chance de título. Já o Brasil era apenas o oitavo time mais cotado, ficando atrás de Austrália e Japão.

Última chance de Marta

Após conquistar o título de melhor jogadora do mundo pela sexta vez em 2018, Marta começou a dar sinais que já pensa em uma possível aposentadoria. Neste ano, ela divulgou um comunicado em rede social que fez muitos torcedores cogitarem isso até antes do Mundial, como mostra a reportagem da UOL Esportes. No entanto, a divulgação era apenas um campanha e nada relacionado ao futuro da jogadora.

Já com 33 anos, a camisa 10 da Seleção Brasileira deve disputar pela última vez um Mundial. Ou seja, este ano deve ser a última oportunidade para Marta conquistar o sonhado título. Ela bateu na trave em 2007, quando comandou o Brasil em excelente campanha e só parou na final, em derrota por 2 a 0 para a Alemanha. Naquela ocasião, a jogadora marcou 7 gols e foi eleita, além de artilheira, a melhor jogadora da competição.
O início deste sonho não foi dos mais positivos. Além da sequência ruim da Seleção, Marta começou um tratamento na coxa esquerda. Segundo matéria do jornal esportivo Lance, a recuperação já está bem encaminhada e não deve ser um problema para a sequência da disputa. A própria jogadora se mostrou otimista, afirmando que deve estar 100% fisicamente até o início da competição, que começa já no meio de junho.

De Portugal para a França

A Seleção Brasileira está treinando em Portugal desde a penúltima semana de maio. A escolha do local, por conta do clima e também do fuso, foi uma forma de blindar as jogadoras antes do início da Copa do Mundo. Os treinamentos acontecem em Portimão, cidade ao sul do país e próxima de Lisboa, onde joga a mato-grossense Ana Vitória. É a primeira etapa da preparação do time até o início do Mundial.

O Brasil estreia contra a Jamaica, no dia 9 de junho, na cidade de Grenoble. As brasileiras estão no Grupo C, que ainda conta com Itália e Austrália. Ou seja, três equipes que não devem trazer muitas dificuldades para o time. A disputa pode complicar na próxima fase, com um possível confronto contra a França, anfitriã e favorita. Até lá, o importante para o elenco é quebrar a sequência negativa de 2019.
A torcida brasileira vai, com certeza, apoiar as mulheres da Seleção Brasileira até o final. Para Marta, a disputa pode ter um gosto especial de despedida. Mesmo se não for com um título, chegar o mais longe possível também pode ser marcante. Com pouco investimento e muitas dificuldades, o desempenho do Brasil é surpreendente e já merece os parabéns de quase todos os fãs, independente do resultado.

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet