Notícias / Cidade

13/03/2018 - 08:12

​Prefeitura de Cáceres investe R$ 1,6, milhões para oferecer água para 200 mil pessoas

Por Jornal Oeste

Divulgação

 (Crédito: Divulgação)
Duas importantes medidas para resolver o problema da falta d'água em Cáceres estão prestes a serem resolvidos.
 
A construção de uma nova adutora e a instalação de um novo sistema de captação.
 
Na adutora estão sendo investidos mais de R$ 400 mil e na capatação, R$1,1 milhão.
 
Após está etapa, o município precisará mobilizar uma grande quantidade de recursos para promover a troca da rede, especialmente na área central onde existe tubos de amianto que não suportam a pressurização da rede.
 
Nesta etapa, o município também terá que implantar um sistema de gerenciamento da rede de modo que quando houver algum problema não tenha que suspender o fornecimento para todo a cidade como ocorre atualmente.
 
De acordo com o prefeito Francis Maris, os dois investimentos vão garantir água suficiente para os próximos 20 anos, capacidade para atender cerca de 200 mil pessoas.
 
Sobre o nono sistema de captação, o diretor da SAEC, Paulo Dinizete, disse.
 
‘Antes éra uma bomba no flutuante e uma reserva no barranco com menor capacidade de vazão. Hoje serão duas no flutuante, uma em atividade e a outra reserva com a mesma capacidade. E ainda terá uma terceira reserva com a mesma capacidade no barranco por segurança. Isso melhora a segurança do sistema de captação e a produção de água bruta. Também para dar mais efeciência, também foi feito uma nova adutora de 300mm que substituiu uma de 150mm. Resumindo, temos melhoria e segurança da estrutura de captação, a anterior éra muito vulnerável. Agora temos a garantia de produção de água bruta necessária, considerando a demanda para os próximos  20 anos no mínimo’, contou, acrescentando que o novo ponto de captação vai ficar mais afastado do barranco onde a presença de água da Baia que passa pelo Sangradouro é menor. 'A qualidade da água captada será melhor’, concluiu.

Comentários

inserir comentário
5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Zezão, em 13.03.2018 às 19:06

    Boa Sheriff.....

  • por sergio, em 13.03.2018 às 17:13

    Essa águas do pantanal e administrada por pessoas amadoras que não tem o minimo de formação em engenharia pois qualquer um leigo sabe que coletar água abaixo de despejo de esgoto faz mal para o ser humano então porque não se faz uma captação de água na região das pedras e constrói uma ETA nova lá próximo ao aeroporto novo pois assim a distribuição de água para cidade seria praticamente por gravidade não sou engenheiro mais com as tecnologia que existe hoje acho provavel que de certo, só um exemplo estive em Campo Grande MS este fim de ano e lá o sistema de captação fica fora da cidade uns 30 KM e é muito dificil faltar água, cidade que vive de coisas antigas nunca vai evoluir quando essa captação foi construida não se tinha esse tando de esgoto jogado no rio pensem bem se vale apena gastar dinheiro com coisa velha vamos modernizar nossa cidade.

  • por Carlos, em 13.03.2018 às 16:10

    Somente para os 95.000 atuais ja esta perfeito, se não consegue fornecer agua nem pra esses, imagina para o dobro da população, francamente.

  • por MAURICIO, em 13.03.2018 às 14:57

    NO JARDIM PADRE PAULO O QUE MAIS FALTA É ÁGUA,E TODO MêS VEM A CONTA,E AGORA COM ESSE INVESTIMENTO VAMOS PAGAR MAIS CARO A CONTA,A TAXA DE LIXO VAI TRIPLICAR,NO MEU BAIRRO NUNCA VI UM VARREDOR DE RUA,SÓ NO CENTRO PORQUE SERÁ ,E PAGAMOS CARO.....

  • por Sheriff, em 13.03.2018 às 09:14

    Oferecer o caralho!!! Nós pagamos caro por isso por um serviço de péssima qualidade, tomara que não fica só na promessa!

 
Sitevip Internet