Notícias / Polícia

06/02/2018 - 09:32

Dois homens são presos a cada três dias por agressão contra mulheres em Cáceres

Por Sinézio Alcântara

Enviar para um amigo Imprimir

Ilustração

 (Crédito: Ilustração)
Dois homens são presos, a cada três dias, por agressão contra mulheres, em Cáceres. De janeiro a dezembro de 2017, foram registradas 198 prisões em flagrantes, de violência doméstica, caracterizadas pela lei “Maria da Penha”. É o que aponta um levantamento feito pela Delegacia Especializada da Defesa da Mulher. O número, de acordo com a estatística, é de cerca de 20% a mais que no mesmo período do ano passado. Outro dado alarmante: foram 29 casos de estupros contra mulheres e adolescentes registrados em 12 meses.

Embora degradante, o aumento ano a ano dos casos, de acordo com a delegada Judá Pinheiro Marcondes, é um fator importante porque, demonstra que, as vítimas estão mais confiantes na lei e por isso, procuram a delegacia para denunciar. “Hoje as vítimas procuram mais a justiça porque sabem que terão a garantia e a proteção da lei” enfatiza a delegada, acrescentando que, mesmo assim, os números ainda não refletem a realidade da violência contra a mulher porque, muitas vítimas deixam de registrar as agressões.

Outra comprovação do aumento da violência é o número de medidas protetivas – forma de coibir e proteger as vítimas do agressor – expedidas durante o ano. Foram 213. Mais de uma aplicação a cada dois dia.  As principais medidas aplicadas são o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima; entrar em contato com a vítima; e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso. As medidas protetivas são expedidas pelo juiz em até 48h da agressão a pedido da vítima ou do Ministério Público.

De acordo com a delegada Judá Marcondes, em 2017, foram registradas também, 438 ocorrências de lesão corporal. A média de mais de uma por dia. E, ainda 634 ocorrências de ameaças. Aproximadamente dois casos por dia. Na estatística consta ainda duas ocorrências sendo uma de homicídio e outra de tentativa de homicídio contra mulher, durante o ano.

No mês de outubro, conforme o levantamento, foram expedidos o maior número de Medidas Protetivas: 30. Exatamente uma por dia. No mês de maio a delegacia registrou o maior número de prisões em flagrante: 20, cerca de 1,5 prisões em flagrante por dia. Dos 29 casos de estupros registrados durante o ano, 6 foram só no mês de dezembro. O maior número de registros de lesões corporais foram no mês de janeiro, com 51 ocorrências. Das 634 ocorrências de ameaças, 72 foram registradas somente no mês outubro.

Comentários

inserir comentário
2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Jania, em 13.05.2018 às 12:38

    Fazer o que não dão conta do recado kkkkkk

  • por Diniz, em 15.03.2018 às 14:19

    E 3 homens são traídos a cada 2 dias em Cáceres...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 
Sitevip Internet