Notícias / Direto da Fonte

05/02/2018 - 10:47 | Atualizado em 07/02/2018 - 11:53

​Racha

Por Da Redação

Enviar para um amigo Imprimir
Semana passada recebi em casa um vereador e topei com outro em um comércio também próximo da minha casa. Os dois confirmam uma situação que já havia previsto. De apoiadores políticos do prefeito de Cáceres, Francis Maris (PSDB), eles estão passando para a oposição. Durante as conversas fiquei sabendo que mais dois vereadores também estão com o pé fora da base. A insatisfação é por algo digo desde que Francis e seus aliados começaram a governar. A soberba e a falta de respeito. Durante as conversas, além, do prefeito, os vereadores detonaram o super secretário Junior Trindade, o diretor da SAEC, Paulo Donizete, a quem acusaram de ser fantoche do advogado Bruno Cordova de França, que de fato mandaria na Autarquia. O confronto entre os vereadores insatisfeitos e o Executivo já está marcado. Eles prometem votar contra uma lei que prevê o aumento de cargos comissionados na SAEC.
 
Malas
 
Uma fonte da Coluna próxima o cardiologista Sérgio Arruda (PSD), que traiu a Frente Popular juntou com o deputado doutor Leonardo (PSD), afirmou que ele gastou cerca de R$ 15 mil por mês durante mais de um ano para sustentar a maior parte da gangue que forma parte da assessoria e apoiadores de Leonardo. Já avisei para a fonte que a Coluna está à disposição para publicar o nome dos malas, que aliás, são figuras manjadas da política de Cáceres. Será que o carcereiro tá na lista?
 
Mirassol
 
Acho que em Mirassol D’Oeste tem uma boa oportunidade para abrir uma loja de venda de ternos. Cliente ao que parece não faltará porque os vereadores da cidade estão indo as sessões ordinárias de camiseta.
 
Criminosos
 
Fonte da Coluna revelou na semana passada que cinco gestores das maiores escolas estaduais de Cáceres vão parar na mídia estadual nos próximos dias por conta de uso irregular de verba pública. O escândalo pode custar a cabeça dos dois assessores pedagógicos da cidade. Já pedi pessoalmente ao secretário estadual de Educação, Marcos Marrafon mais informações sobre os fatos.
 
Sem líder
 
A falta de capacidade de liderar do prefeito de Cáceres, Francis Maris (PSDB), em Cáceres, está colocando em risco a manutenção da cadeira da cidade na Assembleia Legislativa. A Coluna tomou conhecimento que vários secretários de Francis estão se colocando como pré-candidatos, entre eles, o de Fazenda, Júlio César Borges, o Júlio da Semelc que não se elegeu sequer para vereador. A falta de uma liderança nos moldes do ex-deputado Pedro Henry, também está permitindo que parte dos vereadores que não tem uma bicicleta para carregar a mulher e as crianças, se coloquem como pré-candidatos.
 
Será?
 
Por falar em Câmara de Cáceres, o vereador Denis Maciel (AVANTE), disse a uma fonte da Coluna, que ele não tem compromisso político com o prefeito Francis Maris (PSDB), por conta da nomeação do seu irmão para direção do Pronto Socorro Municipal.
 
Salvação
 
O Jornal Oeste integra o grupo de voluntários que está trabalhando uma estratégia para salvar em parte o hospital o Bom Samaritano. Um leilão de grandes proporções foi lançado com o objetivo fazer um acerto trabalhista com os servidores e fornecedores. Após isso, a estrutura poderá ser repassada ao município que também deve adquirir o mobiliário da unidade. Os futuros servidores da unidade seriam contratados pelo município. Não há outra alternativa.
 
Perigo
 
Fazer shows privados no Festival de Pesca de Cáceres é um risco e levou uma das grandes empresas do ramo no Estado, a cacerense Pedro Correia Produções a pular fora. O desinteresse surgiu porque a partir deste ano, a prefeitura tirou a praça de alimentação do contrato. Mesmo com o alto risco, duas empresas de Cuiabá estão ensaiando participar de um pregão marcado para os próximos. Se vencedor por shows fracos, vai ter prejuízo.
 
Erro
 
Na minha avaliação, a prefeitura erra em insistir nesse modelo. O duro é que vai fazer a coisa certa e nem percebeu onde está errando. Se vai colocar este ano shows de ponta como Almir Sater e Molejo no palco 2, na chamada pobrelândia, porque vender o espaço para shows privados?

Comentários

inserir comentário
6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Nunvo Toenim Guem, em 06.02.2018 às 21:59

    Assunto para a próxima edição: mato que rodeia o terminal rodoviário do Junco, ou sei lá que nome tem aquele bairro. Começa pela entrada na Avenida Pinto Arruda e termina na porta de entrada da Rodoviária. Mato alto, esconderijo de bandido (muitas pessoas já foram assaltadas) e um "excelente cartão de visitas". Que vergonha! Chuva não é desculpa, pois uma manhã de sol dá pra fazer muito estrago no mato. Tem mais: a fossa de merda de todo o terminal transborda há meses, escorrendo pelas ruas do fundo, atingindo o bairro logo abaixo. A bosta está na rua! O que falta é vergonha na cara de quem administra aquele terminal e vergonha nas fuças de quem brinca de administrar esse município. E ainda fala que vai ser senador... Vai, ah se vai...

  • por Marlon, em 06.02.2018 às 12:52

    Boa tarde. muito bom tocar nesse assunto das escolas em Cáceres e gostaria de comentar fatos irregulares que há tempos ocorrem em uma escola em Cáceres. . Alunos fantasmas (e são muitos), na escola sede e anexas. . Diretora interina que mau sabe ler e escrever, e se mantem no cargo através de lobbies, pressão e perseguição junto ao corpo docente e gestores. . cerceamento e perseguição junto a outros profissionais que pleiteiam vaga junto a escola, inclusive efetivos. . relações duvidosas com a empresa de transporte escolar. E se a SEDUC quiser saber a verdade éabrir uma auditoria e investigar os itens citados, irão descobrir mais. Com a palavra assessoria pedagógica e SEDUC,

  • por Funcionário Público, em 06.02.2018 às 07:30

    Prefeito Francis já perdeu o controle,quando mandou o projeto da reforma Administrativa para Câmara e vereadores e foi aprovada, sabemos quem foi que vorou no projeto mal feito. Hoje sofremos as consequências nosso único e baixo incentivo dos afetivos foram tirados e transformados em gerências para colocar gente de fora imcapacitada analfabeta serem cabide de empregos, isso o Francis errou feio, todos os efetivos estamos descontentos com salários defasados, se intalou uma bomba a ser explodida a qualquer momento.

  • por zé da ponte., em 05.02.2018 às 21:07

    affff nojento ver o perna de grilo com a caixa de papelão de baixo do sovaco, e ainda vem me falar que vai ter voto, o povo cacerense não é bobo cheira não, voteeeeeeeee pau rodado.

  • por Paulo, em 05.02.2018 às 14:49

    Falando a verdade meu caro, preciso verificar suas afirmações, se os três acima mencionados por você fizeram algo pela cidade me ajude a lembrar, por favor.

  • por Falando a verdade, em 05.02.2018 às 11:57

    Uns vereadores que não tem bala na agulha lançando candidatura para deputado estadual e federal acham que vão ganhar no gogó. Quem vai levar as eleições daqui de Cáceres é Adriano Leonardo e Ezequiel fonseca que pode ter vidio de caixa de papelão mas tem serviço prestado. Pode ver que até os vereadores vivem elogiando ele, ou seja não importa o que ele fez mas sim se esta trazendo alguma coisa para a cidade.

 
Sitevip Internet