Notícias / Cidade

04/02/2018 - 11:12 | Atualizado em 04/02/2018 - 11:14

Trânsito desorganizado aumenta acidentes e mortes em Cáceres

Por Sinézio Alcântara

Enviar para um amigo Imprimir

Expressão Notícias

 (Crédito: Expressão Notícias)
Aumentou em cerca de 55% por cento o número de ocorrências de atendimentos do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), no ano de 2017, em Cáceres. De janeiro a dezembro do ano passado foram registradas 2.716 ocorrências contra 1.751 em 2016. O equivalente a 965 ações a mais que o ano anterior. A estatística Consta na Planilha de Controle Operacional da Corporação.

 Contribuiu para o aumento, principalmente, o número de ocorrências de Atendimentos Pré-hospitalares, que engloba urgência e emergência, como acidentes moto-ciclísticos, automobilísticos, mal súbitos e ferimentos por arma de fogo ou arma branca. Em 2017 foram registradas 1.828 ocorrências dessa natureza, contra 1.224 de 2016. Nada menos que 604 procedimentos a mais que o ano anterior.

Apesar do clima quente entre os meses de junho a outubro, quando em alguns dias, os termômetros do município registraram 40 graus de temperatura, o número de queimadas, reduziu significantemente. É o que aponta o levantamento, sobre o número de combate a incêndio. Em 2017 o CBM atendeu 145 ocorrências contra 165 de 2016. 20 procedimentos a menos do que o ano passado.

 O aumento mais expressivo de um ano para o outro, de acordo com o tenente Jair de Paula Felisbino, foi verificado nas ocorrências de Busca e Salvamento, caracterizada por afogamentos, pessoas desaparecidas, corte de árvores entre outras. Foram 164 ações dessa natureza registradas em 2017, enquanto que apenas 26 em 2016. Um aumento de 138 ocorrências.

As ações de Serviços Técnicos, que compreende as vistorias prediais para constatação de alvará de funcionamento, a existência de extintor de incêndios, saídas de emergência e projetos de combate a incêndios, nas edificações, também aumentaram, conforme o oficial. Nos 12 meses de 2017 foram realizadas 579 ações contra 436 de 2016. Um aumento de 143 procedimentos.

Comandada pelo tenente Raul Castro de Oliveira, a 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Cáceres, tem área de abrangência de 11 municípios da região, com uma população estimada de 188.591 habitantes. A unidade dispõe de um efetivo reduzido, assim como de estrutura, mas com esforço e determinação, atende a contento a população.

Comentários

inserir comentário
3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por dmostenes, em 08.02.2018 às 16:00

    Nem na Índia acho que temos um transito com tanta gente mal educada associado à péssima sinalização.

  • por Claudio Palma, em 05.02.2018 às 12:03

    Do centro até o Quartel do Exército a maioria das ruas está sem qualquer placa de sinalização de mão e contramão e de preferencial. e os malandros (muitos moradores antigos) abusam e entram na contramão para poupar rodar alguns metros e causam acidentes sim. Veja só, como exemplo, a Praça Duque de Caxias, que está se tornando rotina o perigo dos condutores (porque não se pode chamar de motorista) que vem pela Antonio João e dobram à esquerda entrando contramão pela Casalvasco, assim como tantas outras naquela região. E os "amarelinhos"? Rodando de carro no ar condicionado nos arredores da Praça Barão... Sem falar nos condutores que vem do Miura pela Antonio João e dobram a direita na contramão da Operários (rua estreita que mal dá para passar dois carros). Já solicitamos colocação de placas de transito regularizando estes dois pontos e outros mas...

  • por cacerense querendo progresso, em 04.02.2018 às 13:49

    Não adiante querer atribuir a culpa no transito dizer que é desorganizado, a muito tempo mão e contramão são os mesmo, algumas ruas que tornaram mão único, a gora dizer que o aumente de acidente e culpa dos condutores a sim acredito é so andar nas ruas é nítido a imprudência, é motociclista realizando ultrapassagem pela direita, alem disso mototaxista que cometem mais esse tipo de ilegalidade no transito.

 
Sitevip Internet