Notícias / Cidade

12/01/2018 - 13:06

Chuvas intensas destroem barragem da represa que abastece Mirassol

Por Mirassol Urgente

Enviar para um amigo Imprimir

Mirassol Urgente

 (Crédito: Mirassol Urgente)
O rompimento da barragem da represa de captação de água do Córrego Carnaíba, área de propriedade do Grupo Cooperb, localizada próxima à antiga escola Técnica Rural, ocorrida na madrugada do dia 09 de janeiro, pode comprometer o abastecimento de água este ano em Mirassol D’Oeste.

Em visita “in loco”, o prefeito Euclides Paixão, acompanhados do vice-Prefeito, Fransuelo Ferrai, do Secretário Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Gessimar Charles, do Diretor do Serviço Autônomo de Àgua e Esgoto (Saemi), Valter César Coutinho, da Sanitarista do Saemi, Kerley Cristina Amaral Ferreira Pinhal, do desenhista da Prefeitura Miguel Melo, da engenheira Civil Cryslaine Ferreira de Souza e do assistente técnico Adrialdo Santos, ambos da Defesa Civil, estiveram no local para verem a dimensão do problema.

Euclides Paixão disse que: “A situação é critica, mas já estamos trabalhando preventivamente pela manutenção, pois o rompimento da barragem que represava a água, praticamente esvaziou o local”.

O Prefeito disse que de inicio haverá uma mobilização de uma força-tarefa, para iniciar um paliativo, com medidas de contenção, antes que a situação se agrave. “Nossos engenheiros já estão verificando a melhor forma de contenção do rompimento da barragem, onde um plano emergencial será colocado em prática nos próximos dias.”

Após o relatório conclusivo dos danos causados, o prefeito Euclides Paixão deverá decretar situação de emergência, para poder fazer o enfrentamento da situação, levando em consideração que houve grandes estragos causados no local.

Euclides Paixão fez menção à Câmara de Vereadores, no sentido de propor uma lei, criando uma Coordenadoria de desastres ambientais e outras atribuições, que mapeia áreas de risco de desastres, pois segundo ele, hoje só existe uma Comissão, que foi constituída em 2003, regulamentada por uma portaria de 2017, que de acordo com a Lei n. 12.608, não tem mais validade, nas atribuições correlatas.


O assistente técnico da Defesa Civil do Estado do Mato Grosso, Adrialdo Santos, explica que após receber o relatório, irá levantar junto ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), e a Agência Nacional de Águas (ANA), o volume de chuvas que caíram na cidade, naquela data, e outros dados coletados por eles durante a visita, onde eles eles irão concluir o relatório final, no máximo em 15 dias, encaminhando para Brasília, para as deliberações emergenciais no município.

Segundo os representantes da Defesa Civil, foram constatadas outras infiltrações, além de vazamento pela adutora, podendo agravar a situação.

O engenheiro da Prefeitura, Cleyton Bessa, em valores aproximados, usando como base 30 metros de largura, 25 metros de comprimento e 6 metros de fundura, o que daria 6.250 m³ cúbicos, isso daria cerca de 500 caminhões de aterro para a contenção da água na represa.

O Diretor César da Saemi, ressaltou em sua fala que a priori não haverá interrupção no abastecimento de água, podendo sim, a partir de maio/junho, quando começar o período da estiagem, houver severos racionamentos.

Sobre a represa:

A Represa Carnaíba recebe esse nome devido ao principal córrego formador, o Córrego Carnaíba, que nasce próximo ao Distrito de Sonho Azul.

O Córrego Carnaíba e o Córrego Ribeirão Caeté, juntos são os principais córregos usados para o abastecimento público, e em virtude disso, são alvos do Projeto Produtor de Água, da Agência Nacional de águas (ANA), que tem como objetivo a proteção e recuperação de mananciais, gerando benefícios para a bacia e para a população.

A represa de captação de água do Córrego Carnaíba, cujo passivo ambiental, está sob responsabilidade da Usina Milênio, do Grupo Cooperbe, está sob a inteira utilização e responsabilidade do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirassol D’Oeste (SAEMI), autarquia criada em 7 de dezembro, de 2005, que fornece água tratada a 95,9% da população miradolense.

Nota da Redação:

Atualmente, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Censo Demográfico de 2010, Mirassol conta com uma população de 25.299.

As chuvas constantes que tem assolado o município de Mirassol D’Oeste, neste inicio de ano, mais a negligência de alguns gestores que passaram pela Prefeitura, mesmo sabedores e orientados sobre uma “tragédia anunciada”, alguns deles optaram apenas pelas luzes dos holofotes, tipo os poetas não publicados, os filósofos de botequins, o famoso blá, blá, blá, que acham que assar uns Bos taurus (nome cientifico do boi), no espeto é melhor do que executar tarefas essenciais para a vitalidade do sistema.

Outras fotos:


Comentários

inserir comentário
2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por leandro, em 13.01.2018 às 12:47

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk pura verdade, secretarios dando um de super engenheiros kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, caceres tem demasssssssssssssssssssssssssss dessesssssssss, temos ate o engenheiro da saude aqui kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • por junior, em 12.01.2018 às 13:28

    cade a adm preventiva ne???? colocam secretarios como engenheiros da nisso, pegaram a licao de casa copiando os aqui de caceres????

 
Sitevip Internet