Notícias / Educação

12/01/2018 - 09:10 | Atualizado em 12/01/2018 - 09:17

Professores do Estado de Cáceres ameaçam não iniciar ano letivo

Por Jornal Oeste

Enviar para um amigo Imprimir

Ilustração

 (Crédito: Ilustração)
Em Assembleia realizada ontem, 11, trabalhadores da Educação do Estado em Cáceres, impuseram e aprovaram uma série de condições para iniciarem o ano letivo.

Inclusive estabeleceram uma data para o Estado resolver pendências importantes como a eleição de diretores e um calenderário fixo de pagamento dos sálarios. Leia abaixo a deliberação da Assembléia.

SINTEP/MT

RESOLUÇÕES DA ASSEMBLÉIA GERAL DA SUBSEDE DE CÁCERES – 01/2018


Os/as Trabalhadores/as do Ensino Público Estadual em Cáceres reunidos em Assembleia Geral Extraordinária no dia 11 de janeiro de 2018, nas dependências da E.E. Dr. José Rodrigues Fontes na cidade de Cáceres – MT, com inicio ás 15 horas e 30 minutos. Tomou as seguintes deliberações coletivas.

1 – Paralisação das unidades Escolares até o pagamento dos salários do mês de dezembro, bem como as rescisões, no caso dos contratos temporários. Ficando ainda deliberado que nos meses subsequentes quando não houver o pagamento o primeiro dia útil imediato haja paralisações até o deposito integral dos vencimentos dos/as servidores/as da educação

2 – Foi criado um grupo de educadores para cuidar destas mobilizações ao longo dos meses de 2018 caso o governo do Estado insistir em reter os subsídios da categoria conforme o item 1.

3 – Remeter ao próximo conselho e representantes a deliberação de que  governo do estado para a Educação deverá apresentar um cronograma de pagamento, sem o qual a categoria não deverá iniciar o ano letivo de 2018.

4 – Oficializar a preocupação com a situação de algumas escolas de Cáceres que estão sem gestores legitimados em virtude do descumprimento da lei da Gestão Democrática perpetrado pela ingerência SEDUC/MT ao longo do ano de 2017. Neste ponto a Assembleia referenda que seja chamado o Processo Eleitoral por parte da Assessoria Pedagógica de Cáceres e em nenhuma hipótese este coletivo reconhece  a indicação, ainda que “pro tempore” de gestores.  Esta Assembleia assevera que estas indefinições poderão comprometer o inicio do ano letivo nestas unidades escolares.


Cáceres-Mato Grosso, 11 de janeiro de 2018

Orlandir Cavalcante

Pres. SUB-SEDE SINTEP/MT - Cáceres

Comentários

inserir comentário
6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Joed Luiz, em 13.01.2018 às 15:37

    Ha tempo já diziam, que esse pt, é o partido dos trabalhadores, que não trabalham, dos estudantes que não estudam e dos intelectuais que não pensam.

  • por Fabio, em 12.01.2018 às 16:33

    É realmente Bugre temos algumas pessoas dessa maneira, mas cada coso é um caso e não podemos generalizar. Pois os profissional da Educação hoje em dia não tem voz e nem vez, somente vivenciando o dia-a-dia em uma unidade escolar para depois falar e atualmente é pressão de todos os lado seja do governo, dos pais, conselho tutelar, promotoria e do sindicato/PT. A escola hoje em dia só falta pari, os pais acha que a escola é um deposito e que além de ensinar temos que educa-los também. E agora o SINTEP/PT reuni meia dúzia de gato pingado e em sua maioria interinos( vive de contrato) e diz que fez assembleia falando que já decidiram pelos outros.

  • por Marcelo, em 12.01.2018 às 15:48

    Qual é a capital do Estado de Cáceres? kkk

  • por DANIELLE, em 12.01.2018 às 13:29

    POR MENTALIDADE IGUAL DESTE sr.BUGRE QUE CACERES ESTA DO JEITO QUE ESTA

  • por junior, em 12.01.2018 às 13:26

    Bugre ta doido eh????» nao sou professor mais apoio a classe, tem que se unirem mesmo, tem que buscar melhorias para classe, mais que merecido, e ja observaram que nosso estado esta em processo de retrocesso???? Este governo esta ferrando com tudo e faz propaganda em tv se fazendo de O SALVADOR DA PATRIA. Tanto o governo federal quanto Estadual nao esta com nada, estao retrocedendo o brasil a cada dia que passa, junto com a outra corja de politicos que nao desenvolvem nada, a insatisfacao, revolta esta geral.

  • por Bugre, em 12.01.2018 às 12:47

    Greve de novo?! Esse povo já vive de atestado médico, toda hora inventam uma desculpinha pra não dar aula e agora querem fazer greve de novo?! Eita povo que gosta de ficar dando uma de migué.

 
Sitevip Internet