Notícias / Cidade

26/11/2017 - 08:27

Bacharel em Direito faz sucesso vendendo açaí em Cáceres

Por Joner Campos

Enviar para um amigo Imprimir

Joner Campos

 (Crédito: Joner Campos)
A bacharel em Direito Claudia Oliveira, 40, deixou o cargo de gerente de vendas Direta de uma empresa de vestuário, para apostar no negócio próprio, um carrinho de açaí que em pouco tempo se transformou em um sucesso.

Após mais de um ano da aposta, o negócio passou por transformações e agora atende também com Delivery, são mais de 150 atendimentos por dia, entre o ponto de venda e as entregas.

A empresária estima que o seu investimento inicial foi de pouco mais R$ 5 mil, e foi assim que iniciou o seu negócio de sucesso, antenada nas mídias sociais a maioria dos pedidos são feitos por meio de aplicativos, como o WhatsApp.

Claudia conta que já havia sido executiva de vendas de diversas empresas, como Avon, Hermes e Marisa, e foi ai que em meio à crise resolveu empreender no ramo do Açaí.

O delivery começou devido aos amigos solicitarem os pedidos em casa, e a moda pegou.
Arquivo Pessoal
20228273_1785135818170077_6360161207096129045_n.jpg
  "Sou uma mãezona, sou conselheira, isso tem fidelizado meus clientes.

“O começo não foi nada fácil, os primeiros dias tive que distribuir açaí de graça, pois a recusa era grande, ouvi de tudo, mas não desisti. No início andava do bairro Rodeio até o ponto onde vendo empurrando o meu carrinho, cerca de 3 km, depois financiei uma moto e depois meu carro”, afirma a empresária.

No local onde comercializa seus produtos a empresária tem um vínculo com seus clientes, ponto apesar de pequena é ponto de encontro dos alunos da faculdade.
 
Arquivo Pessoal
a97aea97-7952-4b4d-a3b4-717a3e5598e8.jpg
 As selfies dos clientes satisfeitos são recebidos a cada entrega feita.
 
“O vínculo com os alunos não e só de cliente, muitas vezes dou conselho, escuto os problemas, recebo carinho deles que sentam lá somente para conversar enquanto espera alguém busca-los, sou tipo uma mãezona, cuido quando vão atravessar a rua, cuido de motos, de capacetes, para vocês terem uma ideia sou ponto de referência, para entrega de encomendas, e por isso que digo que ali é minha segunda casa”.
Arquivo Pessoal
f3ecba4c-3c22-4da2-93f1-a0d8c4336998.jpg
 "Ver a satisfação do meu cliente é minha maior motivação", afirma Claudia.

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet