Notícias / Cidade

23/11/2017 - 10:09 | Atualizado em 23/11/2017 - 10:19

​39% da população de Cáceres é pobre, segundo professora da Unemat

Por Jornal Oeste

Enviar para um amigo Imprimir

Fabiana Patricia

 (Crédito: Fabiana Patricia)
Mencionando uma tese de mestrado, a advogada e professora do curso de Direito da Unemat, Evely Bocardi de Miranda Saldanha, disse durante palestra na última terça-feira, 21, promovida pelo Ministério Fé e Política, que 39% da população de Cáceres é classicada como pobre.
 
Ela citou ainda que no mesmo estudo, foi identifdicado um deficit habitacional popular de mais de 11 mil moradias.
 
Os números foram revelados durante a palestra onde ela abordou os direitos sociais previstos na Constituição Federal.
 
A professora elencou  os principais direitos e disse que a participação na política é necessária para buscar cobrar a melhorar a oferta de serviços básicos como educação, saúde, moradia e saneamento  básico.
 
‘É a política que define tudo, por isso não podemos abrir mão de participar’, argumentou.
 
O evento foi uma iniciativa do Ministério Fé e Política da Renovação Carismática Católica, por meio do Grupo de Oração Santa Terezinha da Paroquia São Luiz.
 
O Ministério existe para discutir temas atuais e sua influência na comunidade religiosa.
 
Além da professora da Unemat, o evento teve a participação de Juliane Bonfim, Coordeaanadora Estadual do Ministério Fé e Política e do coordenador da Paróquia, padre Rogério Gonçalves.
 
O Ministério se reúne toda primeira segunda do mês, reza missas na Câmara de Vereadores com o propósito de incentivar a particiapaçãoo na política daqueles que se sentem chamados a trabalhar em cargos eletivos. 

Comentários

inserir comentário
3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Tibúrcio junco pantaneiro, em 24.11.2017 às 11:44

    Equivocada pesquisa, nota-se que 99% da nossa população em Cáceres é pobre, somente alguns que se acham ricos em Cáceres mas não sabem nada oque é ser rico... metido a besta tem bastante em nossa cidade.

  • por Juliano Silva, em 23.11.2017 às 13:50

    Caro editor vai estudar, não existe tese de mestrado. Tese é o trabalho apresentado para obtenção do título de doutor. No caso ai o correto é uma dissertação que já é subentendida que é um curso de mestrado. Bateram a panela, agora a tendência é aumentar mais ainda os pobres.... LULA 2018!!! Parabéns pelo trabalho da professora.

  • por Junior, em 23.11.2017 às 12:54

    E estava vendo uma pesquisa a saúde de cáceres é a segunda pior do estado, isso não falam né?

 
Sitevip Internet