Notícias / Educação

14/11/2017 - 07:49 | Atualizado em 15/11/2017 - 07:40

Transferência da reitoria da Unemat de Cáceres para Cuiabá será votada na quinta-feira

Por Sinézio Alcântara/Assessoria

Enviar para um amigo Imprimir
Todo o trabalho, determinação e empenho da comunidade cacerense, em implantar uma universidade, em Cáceres, há 40 anos, podem ser jogados fora. Delegados eleitos pela comunidade acadêmica da universidade votam na próxima quinta-feira (16/11) no 3º Congresso Universitário, a transferência da sede da reitoria da Unemat de Cáceres para Cuiabá.

A Assessoria de Comunicação da Unemat, que acompanha o desenrolar do congresso, não informa quem foi o autor da proposta. Explica apenas que existem duas propostas: uma para transferir a sede de Cáceres para Cuiabá e a outra para manter a reitoria, em Cáceres. Também não esclarece as razões do Congresso ser realizado em Cuiabá.

O Congresso Universitário, de acordo com o estatuto da universidade, acontece de 6 anos. Essa está sendo a segunda-vez que ele é realizado em Cuiabá. A outra foi em 2008. Conforme a assessoria, todos os assuntos que estão sendo apreciados e votados foram, previamente, aprovados no Consuni – Conselho Universitário, que ocorreu no ano passado em Cáceres.

O congresso teve início no sábado. As votações das proposituras que compõem o documento orientador e também as análises feitas nos grupos de trabalho tiveram início na manhã desta segunda-feira. O encerramento está previsto para a próxima sexta-feira. Está sendo realizado no auditório da Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), na Avenida do CPA.

Somente os delegados têm direito a voto, mas os interessados em participar das discussões sobre as macropolíticas da Unemat podem participar com direito a voz.

No congresso universitário, cada segmento acadêmico (docente, discente e servidores técnico-administrativos) possui 52 delegados eleitos, além dos delegados natos (reitor e vice-reitor) que possuem direito a voto. Após a elaboração da tese final, o documento será submetido ao Conselho Universitário (Consuni) para homologação e implementação das macropolíticas institucionais.

A reitora da Unemat, professora Ana Maria Di Renzo, destaca a importância desse momento para a instituição. “Em cada um dos congressos anteriores, a Unemat teve um legado deixado. E neste congresso esperamos que a gente pense que universidade queremos, e como podemos torná-la mais acessível”, afirma.

Neste primeiro dia de plenária e votações estão sendo analisadas as propostas do eixo de Graduação.  O 3º Congresso Universitário trabalha com sete eixos: graduação, pós-graduação, pesquisa, extensão e cultura, gestão, política estudantil e política de financiamento.

Comentários

inserir comentário
3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Paulo, em 16.11.2017 às 11:02

    Não deveria, a Unemat é do estado, porém nasceu em Cáceres, os inconformados deveriam pedir relocação para outro órgão, pronto resolvido.

  • por Dedão Ded, em 15.11.2017 às 07:32

    Infelizmente como sempre há interesses ocultos nessas mudanças, ocultos porem bem explicitas intenções, que não é a favor do povo, é claro. Afinal qual é o valor do orçamento da instituição? Algumas centenas de milhares de reais, e num pais corrupto como o nosso e um Estado não menos, não fica muito difícil imaginar o porquê dessa manobra.

  • por Maria Sueli Vieira Mattiello, em 14.11.2017 às 23:44

    Para quem, viu a filha nascer....neste momento é de chorar...6 anos de CONSUNI, não podem ser comparados aos 40 anos de HISTÓRIA, será que o povo de Cáceres que tanto se orgulha desta grande conquista não conta nesta hora ??- Temos que pensar...podem até resolver um pequeno problema, mas o maior está para vir..VAMOS FECHAR A BR. novamente ou já esqueceram ? ...A decisão maior não está no CONSUN I, esta nas áreas burocráticas dos Poderes Legislativos e Executivos do Estado, será que será bom repetir a História ?? - Tenho minhas dúvidas que algum Político irá concordar com isso, Duda Barros que o diga . -

 
Sitevip Internet