Notícias / Educação

14/11/2017 - 07:47

Professores da Unemat decidem entrar em greve devido salários atrasados

Por FolhaMax

Enviar para um amigo Imprimir
Os professores da Universidade de Mato Grosso (Unemat) decidiram entrar em greve nesta segunda-feira (13).

A decisão foi tomada durante assembleia da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), que representa os professores dos 13 campi da instituição.

Eles cobram o pagamento dos salários do mês de outubro que ainda não foram pagos pelo governo. Por meio de assessoria, a Unemat afirmou que a reitoria ainda não foi notificada sobre a greve.

Além do salário, os professores decidiram entrar em greve contra a aprovação da PEC dos gastos, que limita os gastos públicos nos estados por 10 anos e o escalonamento dos salários dos servidores públicos. A universidade tem cerca de 15 mil estudantes e 1,2 mil professores.

A Adunemat representa aproximadamente 800 profissionais. Até o prazo final para o pagamento – na sexta-feira (10), o governou havia quitado 88% da folha de pagamento e pagado aposentados e funcionários que recebem menos de R$ 5 mil.

A expectativa do governo é de que os 12% dos servidores que ainda não receberam – que somam 12,3 mil funcionários, sejam pagos até o dia 22 deste mês. “Professores de universidade, delegados, enfermeiros, estão todos sem salátrio até hoje. O que nós queremos é que o governo tenha compromisso e priorize a folha de pagamento como está previsto na legislação vigente”, afirmou o representante do Fórum Sindical, Oscarlino Alves.

Em nota, o governo havia alegado que o atraso se deu por causa da frustração com a arrecadação. De janeiro até setembro deste ano, o estado arrecadou 9% a menos que o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Comentários

inserir comentário
4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Daniel, em 14.11.2017 às 23:16

    Engraçado que o salário da politicagem desse estado não atrasa né ? Salário dos políticos estão todos em dias, todos satisfeitos com barriga cheia parecendo uma sucuri que acabou de comer um boi ! Esse eh o estado da distribuições desniveladas !. Esse governo está acabando com nosso estado com a mal administração que vem fazendo juntamente com seus lambe lambes

  • por Ricardo, em 14.11.2017 às 22:48

    MUITO FACIL RESOLVER ESTA QUESTÃO, REDUZ O SALARIO DOS PROFESSORES(DOUTORES) DA UNEMAT PARA 5 MIL E ASSIM TODO DIA 10 RECEBERÃO OS SEUS 5 MIL. É PRA ACABAR O PIQUI DE GOIAS MESMO, PARECE ATE IRONIA MAS COM 12 , 14, 17 MIL POR MES NÃO DÁ PARA ESPERAR MAIS 10 DIAS. E OS QUE GANHAM 2 MIL POR MES COMO FAZEM PARA PASSAR O MES, AHAHAHAH DEVE SER MAGICOS OU MELHOR ESTE É QUE DEVERIAM SER PROFESSORES.

  • por manezinho, em 14.11.2017 às 13:25

    Agora eu pergunto! quanto ganha um professor da Unemat?, para quem sabe um professor da nossa querida ganha em media mais ou menos 20.000,00(vinte mil reais) isso para professores Doutores. É uns dos melhores salários de todas outras universidades estaduais do brasil. Queria que os senhores trabalhassem nas universidades do RIO DE JANEIRO, totalmente sucateadas salários atrasados, senhores não tem noção o que é atraso de salarios.Fica aqui minha indignação.

  • por Junior, em 14.11.2017 às 10:20

    Este governo está acabando mesmo com o estado. Misericórdia !

 
Sitevip Internet