Notícias / Polícia

13/09/2017 - 08:59

Policial morre em acidente, e três outros policiais civis estão feridos em Pontes e Lacerda

Enviar para um amigo Imprimir
O policial civil Wilder Botelho Queiroz (27 anos) morreu, no fim da tarde desta terça-feira (12), na MT 473, conhecida como Estrada do Matão, no município de Pontes e Lacerda (445 km de Cuiabá) em um acidente envolvendo uma das viaturas da Polícia Judiciária Civil, modelo Mitsubishi L200 Triton.

Segundo as informações da Assessoria de Comunicação da PJC, quatro investigadores, três homens e uma mulher, estavam em diligência na região rural, a 60 quilômetros da cidade de Pontes e Lacerda, quando um disparo acidental atingiu o pé do investigador Dejander de Souza Santos, que precisou ser socorrido para atendimento médico.

No retorno, por volta das 18 horas, a viatura com os investigadores perdeu o controle, poucos quilômetros do local da primeira ocorrência, e capotou, levando a morte do investigador Wilder Botelho Queiroz, que era integrante do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Pontes e Lacerda.

O acidente ocorreu na região de estrada de terra, em um ponto de curva acentuada. A velocidade do veículo, segundo apurado, era compatível ao trajeto. A caminhonete também estava com a manutenção em dia.

Outros três investigadores, sendo um já ferido pelo disparo acidental de arma de fogo, tiveram ferimentos pelo corpo, tendo a investigadora sofrido um corte no couro cabeludo, com muito sangramento.

Os policiais conseguiram retornar a Pontes e Lacerda, após pedirem socorro e conseguir uma carona. No caminho encontraram com outra viatura da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar, que seguiam ao local para prestar socorro.

Todos foram levados para o Hospital Santa Casa de Pontes e Lacerda.

O investigador Wilder Botelho Queiroz era natural de Mirassol D' Oeste e havia ingressado na Polícia Judiciária Civil na turma que se formou em 2016.

A caminhonete envolvida no acidente com os investigadores passará por perícia, assim como a arma de cano longo que disparou acidentalmente, para esclarecimento de todos os fatos que levaram a morte do policial civil e ferimento de outros colegas.

Comentários

inserir comentário
2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Paulo Renato, em 13.09.2017 às 11:03

    Nesse momento de dor e luto uma pergunta?ESTAVA TODOS USANDO CINTO DE SEGURANÇA.

  • por Ripa neles, em 13.09.2017 às 10:13

    Rapaz essa história precisa ser bem esclarecida, esta parecendo que aconteceu séries de fanfarronices, primeiro um acerta o pé.. depois o outro abusa da velocidade.. mal contada essa estoria medonha,,,

 
Sitevip Internet