Notícias / Cidade

31/08/2017 - 08:26

Destino de restos mortais do Cemitério do Junco é incerto

Por Silvio Rodrigues/Especial para o Jornal Oeste

Enviar para um amigo Imprimir
Prefeitura de Cáceres aguarda pareceres da SEMA  (Secretaria estadual de meio ambiente) e Secretaria Municipal de meio ambiente sobre destino de possíveis restos mortais ainda existentes no Cemitério São Miguel d´Arcanjo, no bairro do Junco, será transformado em uma unidade propulsora de melhoria da qualidade de vida do trabalhador em transporte. A direção do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem no Transporte – SEST/SENAT.

A informação é do secretário de governo Wilson Kishi que disse que tem que esperar principalmente por se tratar de uma ação extremamente burocrática.

Ele lembrou que mesmo com pareceres técnicos favoráveis, a administração discutiu a disponibilização da area com a população Cacerense,  uma audiência publica foi realizada no dia 26 de maio no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, na ocasião discutiu-se a proposta de desativação do cemitério e disponibilização da área o que no encontro foi aprovado pelos participantes do encontro.

O Secretário disse não ser possível determinar data para conclusão da retirada. 

A aprovação do projeto aconteceu por causa os inúmeros benefícios que a construção vai trazer para a comunidade. A instalação da unidade do SEST/SENAT vem para contribuir com os projetos que estão sendo implantados, em Cáceres, como a ZPE, a Hidrovia Paraguai/Paraná, Aeroporto entre outros.

Comentários

inserir comentário
1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por RENATO CEZAR, em 31.08.2017 às 10:46

    TENHO CERTEZA QUE TRARÁ MELHORIAS AO BAIRRO E A COMUNIDADE, POIS ABANDONADO DO JEITO QUE ESTÁ NÃO DA PARA FICAR. E GONZADA, FAVOR RETIFICAR, A IGREJA AO QUAL FOI DISCUTIDA A MATÉRIA SE TRATA DA IGREJA NOSSA SENHORA DO CARMO E NÃO PERPÉTUO SOCORRO!

 
Sitevip Internet