Notícias / Direto da Fonte

21/08/2017 - 14:49 | Atualizado em 22/08/2017 - 08:11

Incompetência

Por Da Redação

Enviar para um amigo Imprimir
Quando vi a atuação política de Marcinho Lacerda (PMDB), que o elegeu vereador em Cáceres em 2012, de carona com a vitória apertada do prefeito Francis Maris (PSDB) na primeira eleição, disse a mim mesmo que ele não repetiria a história do pai Marcio, do tio Zé Lacerda e até do avô Zé Esteves de Lacerda que foi prefeito na década de 60. Não era por falta de traquejo político, pelo contrário, foi excesso que o transformou em um demagogo sem postura. Outra previsão que fiz sobre ele, se confirmou. Sem experiência nenhuma como administrador, não deixaria marcas como não deixaram o Tio Zé Lacerda e o pai Marcio, pelo contrário, deixou uma imagem de transgressor de leis e mal gestor. Alguns podem achar que estou sendo muito duro, mas vejam se eu não tenho razão. O que dizer de um sujeito que mexe em uma área de preservação ambiental sem autorização legal, deixa o prédio histórico da Câmara Municipal caindo aos pedaços, o Cacerense Futebol Clube na 2ª Divisão de Mato Grosso e que não consegue administrar o Sindicato Rural e uma academia de ginástica?
 
Impacto
 
Para você que ainda acha que estou sendo cruel, procure saber quantos milhões de reais em negócios os bancos de Cáceres vão deixar de fazer com o cancelamento da ExpoCáceres. Apesar do modelo falido, o evento é um importante instrumento de geração de renda que ajuda a mover a economia da cidade e até da região. Não querendo ser presunçoso, mas quando Neto Gouveia e os fazendeiros de verdade entregaram o Sindicato a ele eu previ aqui neste espaço que Marcinho não terminaria o Tatersal iniciado na gestão de Neto e transformaria o Sindicato em um comitê eleitoral.
 
Perigo
 
Infelizmente estou tendo que usar este espaço para fazer um alerta às autoridades policiais e judiciárias de Cáceres. Vocês precisam urgentemente fazer uma operação surpresa na Câmara de Vereadores. Fontes seguras revelaram à Coluna que vereadores e até assessores estão frequentando o prédio do poder legislativo, armados. A mesma fonte afirmou que temendo ser atacado pelo colega Zé Eduardo Torres (PSC), após um desentendimento, o vereador Rubens Macedo (PTB) teria contratado capangas para protegê-lo. Para vocês terem uma ideia de como anda o clima no poder legislativo, recentemente o vereador Wagner Barone (PTN), deixou escapar na Tribuna que também gosta de resolver as coisas na bala. E não é só isso, um vereador Fonte da Coluna, afirmou que um colega teria participado da última sessão com ‘a cara cheia de cachaça’.
 
Frente
 
Em terra de políticos preguiçosos, o PT, PC do B, Solidariedade e PV, saíram mais uma vez na frente na construção de um projeto político em Cáceres visando a eleição do ano que vem. A meta é lançar um candidato a estadual e a federal para calçar o projeto de competir com igualdade na disputa pela prefeitura em 2020. E o momento está propicio. Como o prefeito Francis Maris (PSDB), não tem e não teve competência para construir nomes para a disputa dos cargos, e os deputados Adriano Silva (PSB) e Dr Leonardo (PSD), não ganham mais nem para presidente de bairro, a Frente só precisa ter inteligência para lançar nomes com densidade eleitoral.
 
PV
 
Por falar em Frente Popular, o bloco quer que o vereador eleito pela coligação, Rosinei Neves (PV), assuma uma postura de oposição. Até os colegas de partido, entre eles, Franco Valério, estão descendo a lenha no vereador. Quem também tem recebido críticas é o fraco deputado Wancley Carvalho (PV), que curiosamente também é Policial Civil como Rosinei. Por falar em Franco, o não cumprimento de um acordo, tem feito com que ele rache no pau o deputado Adriano Silva (PSB) nas rodas políticas da cidade.

Não capitaliza
 
Quem está achando que irá capitalizar politicamente com a entrega das casas do Vila Real em Cáceres, construídas há cinco anos e que não foram entregues porque o Estado não cumpriu a contrapartida de colocar água esgoto, está lascado. Os contemplados estão putos da cara com a demora e não querem nem saber dos políticos. Se eu fosse o prefeito Francis mandava apenas o secretário de governo Wilson Kishi e os vereadores na solenidade de entrega das casas, e se fosse o governador Pedro Taques (PSDB) pediria para os deputados Dr Leonardo (PSD) e Adriano Silva (PSB) o representar no evento.
 
Revolta
 
Os suplentes de vereador que sonham em dar uma mamada em Cáceres estão putos da cara com a proposta do vereador Cézare Pastorello (PSDB) que extingue uma mudança na Lei feita no ano passado que facilitou o rodizio. Eles dizem que Pastorello é um demagogo e não estaria na Câmara se não tivesse os votos dos suplentes do seu partido e de sua coligação.

Comentários

inserir comentário
31 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Regis Oliveira, em 25.08.2017 às 15:09

    Se o meu candidato, Professor Orlandir, tivesse sido eleito tenho certeza que esta casa não estaria tão esculhambada... Fico triste qdo leio uns comentários "parecia", "se mostrava", etc... Gente pessoas não se constroem do dia pra noite não, leva toda uma vida. Então que tal prestar atenção na "VIDA" destas pessoas antes de votar? Que fazer uma retrospectiva do cidadão desde sua juventude? Valores vem de berço... não se acha em campanha eleitoral...

  • por Junior, em 24.08.2017 às 14:07

    Ainda existe um candidato a político que fica em redes sociais dando uma de Bom Samaritano, mostrando que se preocupa é que está disposto a ajuda mais nunca fez nada por nosso município, enquanto fica fazendo cena, pensamos aonde pode chegar a hipocrisia e a demagogia barata é fútil de um ser que acha que engana a população mais todos sabem que é e sempre será mais um tentando mamar nessa política porca de várias tetas. Continue assim Gonzaga, sempre terá meu apoio para desmascarar os hopocritas político.

  • por Thiago, em 22.08.2017 às 19:42

    Em rio que tem piranha, jacaré nada de costas

  • por JSilva, em 22.08.2017 às 13:12

    Não vejo este jornal como imprensa Marron, mas vejo certos políticos e futuros candidatos pintando de negro uma política que era para ser transparente e verdadeira, quando será aparecerá pessoas que irão candidatar com vontade de trabalhar para nossa querida cáceres? Estamos desacreditados na política, em política e cada dia mais decepcionamos com essa politicagem

  • por Alexandre, em 22.08.2017 às 13:10

    Olha a diferença, não vemos Francis, vice, candidatos a deputados do nosso município com "fofoquinha", ameaças, conversinhas, graças a Deus esse costume eles não tem ! Não votei em Francis mais eu vejo que ele merecia sim ganhar, já na área dos vereadores, votei errado é muito errado, e eu e minha família já sabemos em quem não apostar nossos votos nas próximas eleições, principalmente quem fica em meio de polêmicas como estas que só traz uma imagem negativa para nosso povo é nossa cidade. Rapaz, o negócio tá cabeludo

  • por Helton, em 22.08.2017 às 11:15

    Depois de ler tudo isso não tem nem como comentar a não ser sentir vergonha alheia

  • por Gabriel, em 22.08.2017 às 11:07

    O jornal poderia fazer um espaço chamado Histórico Político, aonde aponta o que os políticos trouxeram de benéfico na história da nossa cidade, não me recordo o que os Lacerdas fizeram em prol cáceres e região, poderia também nesse espaço apontar o valor de salário, benefícios, diárias recebidas durante o mandato, isso ajudaria decidir em quem votar, colocar ações e projetos não de boca mais coisa concreta, que foi efetuada, se durante o decorrer o político esteve engajado em alguma ação comunitária, pq até agora que sei, só aparecem em época de campanha ou antes para pegar votos, depois somem

  • por Leonardo V., em 22.08.2017 às 11:02

    Ah ehhhhhh, suplentes querem mamãe deitados tambémmmmm? Fácil né, dança das cadeiras remunerado sem fazer nada, uma Mão lava a outra é os dois saem de de barriga cheia ? Ehhhhh issooooooo???? Vão caçar o que fazer não ao invés de ficarem tramando como dar uma lascada nas beira. Cada uma que aparece, e tem que Meter nomes mesmo jornal oeste pra gente saber quem é quem nessa carroça desembestada chamada política, cadê alguém para segurar esse povo que só mama e não trás resultados pra gente ? Tá fácil demais né, guardem os nomes pq daremos respostas nas urnas, dor de barriga não dá uma vez só.

  • por Yuri, em 22.08.2017 às 10:52

    Parabéns Gonzaga, continue mostrando a população o lado escuro da força, a coisa está tão invertida que o certo parece errado e o errado parece certo, isso é mal hábito de anos dentro de um sistema falho aonde acham que podem fazerem tudo sem limites, a população está com vc e sabemos quem é quem, cáceres ainda é pequeno, e sabemos aonde um ou outro pode chegar, mesmo muitos não acreditando a ética política existe, todos que estão dentro da tal política distorcem ou já vem distorcidos com uma imagem que para fazer ela tem que ter joguinhos, articulações um contra outro como se fosse uma guerra de toalha molhada. Tenso que parar com essas coisas que ridicularizam nosso município, coloca cáceres como comédia estadual e nos desmoraliza. Cáceres precisa mudar, precisa de candidatos e eleitos consciente e éticos, que lute pro povo em prol a população e não por um emprego político por salários e articulações em benefício próprio. Tá feio, tá vergonhosos

  • por Helio, em 22.08.2017 às 10:08

    Após ler a matéria, entendi que isso pode ser tudo, menos política

Mais comentários
 
Sitevip Internet