Notícias / Cidade

05/08/2017 - 08:46

Vereadores de Cabaçal são acusados de improbidade administrativa

Por Folha de Araputanga

Enviar para um amigo Imprimir

Arquivo/Ilustração

 (Crédito: Arquivo/Ilustração)
Gestores da Câmara Municipal de Reserva do Cabaçal-MT passam a enfrentar Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa, patrocinada pela promotora da Justiça da Comarca de Araputanga.

A ACP condenatória de fazer e não fazer, com pedido de liminar, tramita junto à Vara única da Comarca de Araputanga,  com número 002383-58.2017 protocolo 76808 contra três vereadores reservenses;  Presidente da Câmara Municipal de Reserva do Cabaçal, Sr. Pedro Paulino de Souza e, ao mesmo tempo contra os vereadores: Clóvis José Pereira, Presidente da Comissão Permanente de Fiscalização, Controle, Obras e Serviços Públicos e, contra Evanildo Venâncio Ferreira, conhecido por Nildão, vereador e Vice-Presidente da mesma Comissão de Fiscalização já citada.

A DENÚNCIA

A Redação da Folha obteve acesso ao texto da ACP,  resultado do Inquérito Civil nº 13/2017 do dia dez de maio, após reunião na Sede do MPE em Araputanga, quando três vereadores (Ziguilomar dos S. Garcia, Gilberto D. Barros e, Marcos M. da Silva) noticiaram à Promotoria que ocorria violação às normas da Lei Orgânica do Município e ao Regimento Interno da Câmara Municipal de Reserva do Cabaçal e, ao Art. 37 da CF/88 em relação à Legalidade, Moralidade Pública e Eficiência.

AS RAZÕES

Trecho do texto da ACP revela que os vereadores teriam relatado junto ao MPE possível omissão e/ou retardamento do Presidente da Câmara Municipal do Município de Reserva do Cabaçal,  em colocar em pauta a votação das contas anuais do governo do Prefeito Municipal, Sr. Tarcísio Ferrari, referente ao ano de 2015, apesar do prazo para constar da Ordem do Dia, já haver esgotado.

AS CONTAS

As contas de governo do Executivo Municipal reservense, ano 2015,  receberam parecer prévio contrário junto ao Tribunal de Contas em 22/11/2016; já em 10.01.2017 o parecer negativo do TCE chegou às  mãos do presidente da Câmara e, jamais foram colocadas para apreciação dos vereadores reservenses.

DO PEDIDO

Na inicial encaminhada ao Fórum, a Promotora pede que seja determinado pelo Juiz, que os requeridos, já na próxima Sessão do Legislativo reservense, emitam parecer prévio sobre as contas em questão, sob pena de multa de R$20.000,00 (Vinte Mil Reais), para cada um dos vereadores cuja Ação Civil Pública tramita em desfavor.

OUTRO LADO

Apesar das tentativas, a Redação da Folha não conseguiu contato com os vereadores citados.

Comentários

inserir comentário
5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Leonardo, em 06.08.2017 às 15:39

    Quando é para bemeficia-los alguns vereadores acham tantos caminhos, janelas, brechas, para retardar,atrasar, ou adiantar tanta coisa né ? Mais para agilizar o lado da população se fazem de idiotas, às vezes a impressão chega de serem leigos a quase tudo, nós sabemos como é, caceresnao é diferente as articulações, estratégias e principalmente o olho grande do beneficiamento, aqui só tem uma diferença, alguns se debruça em cima de leis para estudá-las para benéficia-los para que não tenha como ninguém fazer nada contra os bonitinhos da cara feia.Interesse do povo e município ? Ahhhhh quem está lá para assegurar isso? Quem se candidata e concorre uma cadeira para sentar e se preocupar com povo né ? Que se dane o município Pos eleicoes, não estão lá para isso né ? A impressão e essa, quem sabe se não beira a realidade ?

  • por Matheus, em 05.08.2017 às 19:49

    Mas que isso hein galera, mas o que tem de vereadores causando Por aí não é brincadeira, será que é desespero pela crise, olho gordo, mania, vicio, macumba, praga, maldição, que será que está acontecendo com certos vereadores galera ?

  • por Leandro, em 05.08.2017 às 17:04

    Esse povo acha que vão fazer, deitar e rolar que ninguém irá fazer nada com a corja, os tempos são outros, a lei e outra, acabou a mamata, não está bom o salário né,? Então vão caçar outro serviço deixa a câmara. Policia/justiça tá só que pega vida boa, graças a Deus

  • por Juliano, em 05.08.2017 às 16:59

    Então não é somos daqui que fazem titica, em outros lugares com caquinhas diferentes só muda o nome e as ações, uns recebem diárias para irem bem ali, outros só visam benefícios, outros estudam apenas as leis que os beneficiam, outros acusados de improbidade , outros de dança da cadeira para beneficiar outro cara de pau, quando será que vão saber que estão a serviço do povo e não deles mesmos ! Poderiam mesmo acabar com cargos empregatícios de vereadores e deixarem um fiscal apenas ou nenhum já que utilidade e a mesma. Enquanto algum órgão De competência não entrar acabando com a farras de vereadores sempre irão fazer e desfazer em nome do povo mas no fundo, na real, para favorecer cara de pau que arruma um cargo na política para se empregar 4 anos e nadar de braçada.

  • por Junior, em 05.08.2017 às 14:13

    Os vereadores da maioria dos municípios estão dando trabalho hein? Tem que acabar com câmara de vereadores, o município poderia ter no máximo dois representantes que possa zelar e agilizar questões do município, assim reduziria folha de pagamento e evitaríamos problemas ! Ah raça que não faz nada, enche linguiça e da trabalho

 
Sitevip Internet