Notícias / Politica

03/08/2017 - 11:36 | Atualizado em 03/08/2017 - 11:43

BOMBA: Leonardo revela que Estado rompeu com empresa que estava construído a ZPE em Cáceres

Por Jornal Oeste

Enviar para um amigo Imprimir

Arquivo/Ilustração

 (Crédito: Arquivo/Ilustração)
A Assessoria de Comunicação do deputado doutor Leonardo (PSD), confirmou na manhã desta quinta-feira, 3, que o estado rompeu o contrato com a empresa Primus Incorporação e Construção para a construção da Zona de Processamento e Exportação (ZPE) por esta não ter apresentado o seguro garantia, o que assegura a conclusão da obra.
 
'Já tomamos conhecimento e buscamos todas as informações junto a Secid, sobre o fato ocorrido. Acontece que a empresa não apresentou o contrato de seguro garantia e por prudência, o Governo do Estado decidiu rescindir o contrato. Essa medida de segurança é para garantir a qualidade e efetivação das obras da nossa ZPE. Não podemos deixar que após tantos anos de espera, perdemos a nossa tão sonhada obra. Garanto a vocês que estamos buscando todos os meios possíveis de chegar ao bom entendimento para que Cáceres não seja prejudicada. A empresa Primus tem um prazo para apresentar o seguro garantia e esperamos que ela faça o quanto antes, para que as obras retome a sua execução', disse o deputado em nota.
 
A Primus Incorporações foi reconhecida pela Secretaria de Estado de Cidade (Secid) com força de liminar em abril, porém, 90 dias depois ainda não apresentou o contrato com a segurada.
 
A proposta apresentada pela Primus fixou o valor da obra da ZPE em mais de R$ 15,3 milhões.
 
R$ 15.392.234,14, pode ser o valor inicial do calote que o Estado pode sofrer diante desta licitação com a Primus, que até o momento não encontrou uma seguradora que aceitasse firmar um contrato com uma empresa que possui insegurança no mercado de construções.
 
A Primus Incorporadora foi considerada a vencedora da licitação da obra da ZPE, pela Justiça que acatou o mandado de segurança impetrado pela construtora e magistrada suspendeu os efeitos de decisão administrativa da Secid que havia desclassificado a empresa no processo licitatório, iniciado em dezembro de 2016.
 
Conforme informações levantadas pelo site pela fonte na Capital, a empresa Primus faz parte do mesmo grupo da empresa Engeglobal, cujo os sócios são familiares do deputado Federal Fábio Garcia (PSB).

Comentários

inserir comentário
30 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por marsofo, em 19.08.2017 às 15:07

    Dar continuidade a obras sem a certeza de termina-las, esse é o velho costume já assimilado pelo povo. Quando ocorre a suspensão por motivos que visam proteger a seriedade e a garantia de que todos os tramites serão respeitados, aí sim, surpreende-se, sem atentar que mais vale a interrupção do que o final infeliz de uma obra inacabada como tantas no nosso país. A ZPE é uma realidade inarredável. Fé e esperança cacerenses desiludidos. Não de ouvidos aos arautos da derrota e da infelicidade.

  • por emerson, em 18.08.2017 às 23:02

    Estou cansado disso, quando esse Doutorzinho saiu com essa de ZPE deixei bem claro que isso seria novamente um trampolim de politicagem, muito me criticaram mas ouço isso a 30 anos e nao vai mudar. Basta.... chega.... inventem outro enredo que esse ja esta ate feio...

  • por Revoltada, em 18.08.2017 às 10:53

    Verdade meu caro Julio! Como podem as pessoas cairem nesse papo de ZPE, gente parece que as pessoas dessa cidade estão "ipinotizadas" com esses politicos, eles chegam falam nos ouvidos dos coitados e eles vão lá nas urnas e fazem com o perdão da palavra "merdas". Que coisa de louco é isso, como caem fácil na conversa do canalhas. (desabafo)

  • por Davi, em 13.08.2017 às 10:49

    Se o Pedro Taques tivesse interesse em realizar a obra, teria começado no início do mandato. Impôs requisitos absurdos que afastaram qualquer empresa de se qualificar para o certame. No fim do mandato liberou uma quantia pífia de recursos para ludibriar a população. Essa obra será realizada no próximo governo, no qual Taques certamente não estará.

  • por Ricardo, em 10.08.2017 às 11:29

    Esse Leonardo fez um acordo com o Pedro Taques para apoiar os projetos de calote de RGA dos servidores e Lei do Teto de Gastos em troca da ZPE, mas o Taques não tem palavra e o deputado não terá nada, assim como o DEP. Wancley que não conseguiu a liberação de emendas e votou contra os servidores que o elegeu. Serão extirpados da política junto com o imperador anão.

  • por Davi, em 10.08.2017 às 11:25

    Reitero o que já vinha denunciando há tempos, se o governador estivesse interessado na ZPE teria iniciado a obra no início do mandato. Criou licitações com exigências absurdas, valores tão abaixo do mercado que nenhuma empresa quis se candidatar. Agora quer se reeleger em promessas novamente.

  • por JORGE, em 08.08.2017 às 15:45

    o bom de tudo isso é que de Cáceres já vai dois para o saco, mais o projeto de napoleão, que já perdeu o primo. Estamos ferrados com essa politica e políticos que não valem nada no discurso de enganação é uma coisa apos a diplomação vira o diabo, três anos e quatro meses se passa, de repente o diabo vira anjo, e o povo ainda cai.

  • por Pires, em 06.08.2017 às 12:21

    Há 30 anosssss políticos vem se adaptando para roubar votos de cáceres e região com o famigerado e escrota projeto ZPE, passam visitar caceres e região com promessas e mais promessas, que vai mudar e bla bla boa e nunca sairá do papel e do papo de políticos e suas siglas escritas - cadê os vereadores de cáceres que não se manifestam sobre a questão !? Bando de bunda mole que só sabe receber salaario do emprego público que nós demos a eles, escorados do município, alienados a diárias e benefícios de cargo público ! Levantem dai e vai correr atrás, foram eleitos não para regalias e sim para trabalharem ! Olha cada que aparece nessa câmara que deveria mesmo fechar esse lugar, deveria ser extinto o cargo de vereador já que não serve para nada a não ser dar emprego para quem quer deitar e rolar 4 longos anos

  • por Rafael, em 05.08.2017 às 17:19

    Pior que o meio metro deixou o Leonardo como testa de ferro para levar as pancadas por ele aqui em cáceres, está aí Leonardo, vai confiar em lobos e assessores cara de pau, lembro que certa reportagem avalisou a promessa do sem vergonha falando que havia muitos que não tinha otimismo, éramos pessimistas, e agora que nome data para nós que estamos aqui a 30 longos anos escutando fila da mãe de politco arrancar votos do povo com lorota de ZPE ?

  • por Daniel, em 05.08.2017 às 09:59

    Minha gente, coloque uma coisa na cabeça, caceres, os cacerenses só interessa para estes políticos dessa politicagem porca para votos, nós não somos "útil" para política fora das eleições, nossa cidade a idade que tem nunca fizeram nada por caceres, querem tirar a unemat daqui com pretextos, caceres para eles são uma pedra no sapato e só passa ser princesinha quando vem aqui com os lambe assessores lambe lambe e seus puxa de plantão que vive aqui para Meter voto neles para pregarem a bunda em uma cadeira política, está aí um exemplo perto, certos vereadores daqui que só usou o povo para conseguirem uma cadeira e agora BANANA

Mais comentários
 
Sitevip Internet