Notícias / Direto da Fonte

17/07/2017 - 15:35 | Atualizado em 17/07/2017 - 15:53

​Cassação

Por Da Redação

Enviar para um amigo Imprimir
Como afirmei na Coluna passada, a aprovação de uma Lei que havia sido retirada de pauta pelo líder do prefeito de Cáceres, Claudino Henrique (PSDB), está sendo questionada pelo vereador José Eduardo Torres (PSC), único a votar contra a matéria. Além das supostas irregularidades contidas no processo, especialmente no que diz respeito a tramitação da matéria, e na incompetência de legislar sobre matéria federal, no caso específico das atribuições dos procuradores, a decisão de Torres tem outro motivo. Revoltado com o presidente Domingos dos Santos (PSB), que não cumpriu o acordo feito na eleição da Mesa, para que ambos pudessem se revezar na presidência da Casa, ele vai usar a suposta infração ao Regimento pelo presidente da Câmara, para tirá-lo do cargo e assumir na condição de vice. Pode até dar certo, mas a briga vai ser grande.
 
Justificativa
 
Muitos me questionaram por que usei o termo ‘ala pobre’ para alguns vereadores que votaram com o prefeito na matéria que está sendo questionada por Zé Eduardo Torres (PSC). O pobre foi no sentindo de falta de conhecimento político e postura. O atestado de pobreza foi justamente votar uma Lei que pode ser anulada por ilegalidade. Essa pobreza política é que farão deles vereadores de um mandato só. A falta de postura em relação à legalidade de matéria rendeu críticas de integrantes da Frente Popular ao vereador Rosinei Neves (PV), eleito pelo grupo. Até colegas de partido não tem aprovado a sua postura na Câmara.
 
Não está passado agulha
 
A cassação do vereador Elizeu Nascimento (PSDC) e a possibilidade de cassação de mais três vereadores de Cuiabá por uso de candidatas laranjas deixou nove vereadores de Cáceres em estado tensão na semana passada. É que uma ação semelhante corre no TRE com o mesmo objetivo. Se o Tribunal confirmar as cassações de Cuiabá, a casa pode cair em Cáceres também.
 
Oposição
 
A prestigiada posse de James Cabral na presidência do PT de Cáceres é um forte indício de que teremos uma chapa forte de centro esquerda para a disputa da prefeitura de Cáceres em 2020. A liderança equilibrada de James na Frente Popular, pode levá-lo a condição de candidato a prefeito pela oposição. E as chances de eleição são reais levando-se em conta que ele poderá ser a via alternativa a Adriano Silva (PSB), Doutor Leonardo (PSD) e a ao atual grupo que comanda o município que chegará desgastado e sem nome para substituir Francis Maris (PSDB).
 
Recurso
 
Três candidatos derrotados na eleição de Conselheiro Tutelar em Cáceres estão recorrendo do resultado que deu a vitória a Andrelina Magaly. Eles alegam que ela não poderia disputar o pleito por já ter ocupado o cargo por outras vezes. Na comissão eleitoral o recurso já foi rejeitado, porém a Coluna apurou que os derrotados partiram para a Justiça Comum.
 
Infiltrados
 
Por falar em Conselho, deve vir à tona esta semana uma suposta irregularidade na eleição do Conselho Municipal de Saúde de Cáceres. Fontes da Coluna, dizem que o prefeito Francis Maris (PSDB), teria determinado a anulação de uma eleição e mandado nomear um novo grupo escolhido a dedo. As informações são de que a entidade foi composta na maioria por aliados do deputado doutor Leonardo (PSD0. Esta semana vamos descobrir a verdade.

Comentários

inserir comentário
5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por ORLANDIR GONCALVES CAVALCANTE, em 23.07.2017 às 17:14

    Sobrou por PT kkkk este povo tá doente, só pode.

  • por Joed Luiz, em 19.07.2017 às 09:21

    O Brasil passa por alto grau de incivilidade de seu povo. Mais de 13 anos de aparelhamento do Estado produziram um grande estrago. Toda uma geração foi afetada pela retórica que recobria esse assalto às instituições. O resultado foi esse fascismo de esquerda, a hostilização da Justiça que pune corruptos, a Justiça passa a ser o inimigo. Sempre há um inimigo no populismo. Não haverá tréguas à Justiça, embora todo lulista e petista assaltado na rua queira a cabeça do ladrão. Lula e o PT fazem parte da história do Brasil. Depois de sucumbidos e à medida que a História se afastar das paixões, será lembrado como um corrupto populista, como alguém que elevou a corrupção ao modelo político de gestão de Estado, em proporções nunca vistas na história da humanidade.

  • por orlandir furtunato, em 19.07.2017 às 08:10

    temos uma camara onde 14 vereadores estão errados e apenas 1 certo, seu Zé, todos os projetos do executivo estão errados. Zé e seus comandados Geronimo e Baroni vão consequir derrubar o Domingos, eles me lembra o Tarcisio, Felix e Café, oposição inconsequente. quero ver o Zé dos requerimentos requerer do executivo, onde foi parar um trator com equipamentos que sumiu quando ele era secretario de obras, na gestão tulio.

  • por Roberto Alfaro, em 17.07.2017 às 17:24

    Essa notícia de que o Conselho Municipal de Saúde reprovou a reforma do Almoxarifado e a construção de uma UPA é verdade mesmo, Gonzaga?

  • por são lourenço abandonado pelos políticos., em 17.07.2017 às 16:40

    Se isso for verdade o tempo do coronelismo esta cada vez presente em Caceres, esse prefeito esta acima de tudo do legislativo do judiciário, abre rua, fecha rua, ele faz isso com quem tem um pouco de poder o que ele não faria com o povo mais humilde? com a palavra MPE, MPF, AOB, PF, ninguém faz nada? vai deixar ele desmoralizar todos...

 
Sitevip Internet