Notícias / Direto da Fonte

19/06/2017 - 12:56

Caixão

Por Da Redação

Enviar para um amigo Imprimir
Como antecipei aqui neste espaço, as obras lançadas com pompa pelo governo do Estado em Cáceres, não só não serão concluídas, como também enterrariam as carreiras do governador Pedro Taques (PSDB), e de seus aliados na cidade, entre eles, o deputado estadual doutor Leonardo (PSD) e o deputado estadual Adriano Silva (PSB). Quem está acompanhando o andamento da reconstrução da Avenida Tancredo Neves, pavimentação da MT 343 e as obras da ZPE, sabe do que estou falando. Na conta deles ainda está a reforma do Aeroporto Nelson Dantas e a reconstrução da Avenida Sete de Setembro.
 
Reposição
 
Com a grande possibilidade da não reeleição de Leonardo e Adriano, já há uma intensa movimentação de bastidores para substitui-los. Dos nomes colocados, apenas o do ex-prefeito Túlio Fontes (PSB), possuiu densidade eleitoral. Apesar de estar em forte pré-campanha, o Oncologista Eduardo Lima, afilhado de Pedro Henry, ainda está indeciso.
 
Senatória
 
A inviabilidade política do governador Pedro Taques (PSDB), pode favorecer a região de Cáceres. Com o recuo do governador da reeleição, o candidato governista será o vice, Carlos Fávaro (PSD), que conta com a simpatia e a grana do agronegócio. Com Maluf e Leitão, lambuzados com a corrupção política, os tucanos terão que buscar um nome para senador, limpo e com grana. Aí pode sobrar para o prefeito de Cáceres, Francis Maris (PSDB), que só está esperando o convite. E vou mais além. As chances de eleição são reais, já que Fávaro tem grandes chances de virar governador. Um dos empecilhos, na minha avaliação, será o ex-governador Jayme Campos (DEM), que também quer voltar ao senado. A vice-prefeita Eliene Liberato Dias (PSDB), que pode ganhar dois anos de mandatos como prefeita, pode ajudar muito nessa articulação, desde que passe a estar em Cuiabá com a cúpula do partido.
 
Se perdeu
 
De forma meteórica, mais uma legislatura da Câmara de Vereadores de Cáceres, mostrou que ainda não foram eleitos parlamentares comprometidos com os reais problemas da cidade. Com exceção de Walter Zacarkim (PTB), nenhum outro se aliou de forma determinada a gestão municipal para ajudar na melhoria de ruas e estradas. Os demais não entenderam, ou fingem não entender, que não existe vereador de oposição quando o eleitor que o colocou na Câmara quer apenas que a rua de sua casa seja patrolada. Em 2020, será outro limpa e com razão. Até o inteligente Cézare Pastorello (PSDB), o xodó do prefeito e dos abastados da cidade, se perdeu. Talvez alguns ainda consigam acordar e se reposicionar. Entre eles, está Creude Castrillon (PTN) que tem estrutura para atender o anseio do eleitor. Tem um canhão na mão, só precisa saber usar.
 
Justificando
 
O presidente do Sindicato dos Servidores do IFMT Cáceres, Saulo Nobre, acusado de usar ilegalmente o carro, carreta, barco e motor da instituição para participar como pescador do Festival de Pesca, entrou em contato com a Coluna para dizer que não fez nada de errado. Afirmou que possuiu um projeto que lhe permitiu estar no evento com a estrutura da escola. Pode até ser legal, mas é imoral, especialmente para quem presidente a associação local dos servidores.
 
Situação
 
Enquanto a oposição já trabalha os nomes de Dimas Santana Neves e Edna Sampaio para comanda a reitoria da Unemat, a situação ainda não priorizou nomes. A única opção de momento é o pupilo do ex-reitor Taisir Karin, o coordenador do Campus de Cáceres, Antônio Malheiros, que tem feito uma gestão ‘impecável’. O campus está um brinco e as colações de graus nunca foram tão bem organizadas. Conversando no final de semana com um importante interlocutor político, sobre a gestão da Universidade, ele concordou comigo e disse que a Unemat precisa de Executivo profissional como reitor e que lugar de professor é na sala de aula.

Comentários

inserir comentário
6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por João Bosco Maximiliano, em 26.06.2017 às 10:46

    Estudei por 3 anos no IFMT e posso falar dessa pessoa, o seu Saulo, o cara é um funcionário público que trabalha. Pelo menos o que eu vi foi isso. Dirigia ônibus na falta de motorista, cuidava de alojamentos na madrugada para o povo não pregar trote na gente e muito mais. Tem pessoas falando borracha aqui. Quem for falar tem que ir lá ver de perto a realidade do agricola. Tem um povo lá que só fala em politica, nem aula dá direito, só jogando os alunos contra a direção que naquele tempo era o professor Olegário. Acho que estão falando do cara errado, esse ai é exemplo pra muita gente, inclusive foi pra mim. Fiz muita coisa errada no agricola, quase fui expulso e ele me deu um sermão daqueles que mudou minha vida.

  • por Renato, em 20.06.2017 às 19:33

    Estou com júnior, Túlio não fez na administração dele e jogava à bola da culpa para Pedrinho30, também não tenho certeza que ira fazer algo se caso ganhar, mas enfim, difícil apostar em alguém sendo que as opções são limitadas e pouco confiáveis mais quando não tem ze vamos com mane mesmo né júnior ?kkkkkk..... vereadores de cáceres, ahhhhhhhhhh vereadoressss, o que dizer né se 75% deles é sono e os outros 25% é preguiça!!!!

  • por Jaconias, em 20.06.2017 às 16:52

    tem feito uma gestão ‘impecável’? Não seria um pecado na gestão? Já adentrou ao campus da Cidade Universitária, nos blocos de Medicina, Educação Física e Agronomia? Tá horrível senhores!! Rua terrivelmente esburacadas, salas sem ar condicionado, quando chove torna-se muito mais viável ficar na chuva do que dentro da salas de aula, infelizmente!! Promessas são dezenas, porém, cumpri-las, nada!!

  • por Junior, em 19.06.2017 às 21:03

    1- aquela velha história, quem dorme com Morcego acorda de cabeça para baixo. 2-não acredito que Túlio irá fazer grande coisa, na adm dele não aqui não fez e a grande jogada era colocar a culpa no PH, mas enfim, se não tem zé vamos com mané! 3- grana do agronegócio? Acham que esse povo mete dinheiro deles em política ? Bobo quem acha e aposta. O único nome da lista e da Eliane Liberato, pq na verdade o resto é ....4- na câmara de vereadores não existe exceção! Estão perdidos e o desinteresse aos problemas é nítido, descaso. Se elegeram mesmo pelas vantagens do cargo, a impressão e está. Vereador em cáceres e um peso inerte na política, apenas pesa em folha salarial e benefícios ! 5- muita gente não sabe a diferença de legal e imoral, ainda mais quando se trata de virar pavão em desfile, mas enfim .... 6- a unemat necessita de muito mais que um executivo profissional, só os alunos e servidores sabe a real necessidade do campus.

  • por Douglas de Paula, em 19.06.2017 às 20:27

    Infelizmente os deputados de hoje estão perdidos nos seus mandatos. O Dr Leonardo foi uma tremenda decepção, pois votei nele e pelo caminho se perdeu. Já o Adriano tem uma equipe boa de comunicação, só. Túlio pode ser uma boa opção sim já foi prefeito por dois mandatos e tem posicionamento político e o melhor não está envolvido em nenhuma falcatrua. Vamos ficar atentos aos caminhos que essa Estrada nos levará

  • por Zezão, em 19.06.2017 às 18:34

    Concordo com a Coluna a respeito do Sr Saulo do IFMT, podem até achar a legalidade, mas a moralidade.... Eu que não tenho barco e nem trabalho no IFMT, preciso alugar ou pegar emprestado de amigos para poder participar do FIP.

 
Sitevip Internet