Notícias / Direto da Fonte

22/05/2017 - 13:43 | Atualizado em 22/05/2017 - 13:43

Falta do que fazer

Por Da Redação

Enviar para um amigo Imprimir
Estou de volta há 13 anos à Cáceres e desde então testemunhei oito presidentes da Câmara de Vereadores fazer o que Domingos dos Santos (PSB) está fazendo. Gastar o suado dinheiro do contribuinte com coisas que não trazem benefício nenhum a população. Esta reforma que estão se propondo a fazer atualmente, já foi feita por todos os presidentes desde Manezinho da Soteco. E julgando pela idade do prédio, os próximos também vão acabar tendo que promover as mesmas obras. O que está acontecendo é um erro que já devia ter sido consertado, se os vereadores que passaram pela presidência tivessem seguido o projeto do início do ano 2000 que previa a construção da sede própria do poder legislativo cacerense no Centro Operacional (COC), ao lado da sede da prefeitura. Além de um desejo incontrolável de gastar o que não é seu, vejo que os presidentes da Câmara, levam para o poder público uma frustração pessoal de não poderem fazer isso em casa com seu próprio dinheiro. Para mim, o que faltou em todos e em Domingos, é consciência e zelo com o bem comum. Bem comum, por exemplo, é ter um auditório moderno que sirva a população. É ter salas para serem usadas para cursos profissionalizantes, como informática. É adquirir um ônibus para servir a população e desenvolver ações permanentes de apoio ao Lar Servas de Maria e a Casa da Criança. Mas pelo que vejo, isso não irá ocorrer na gestão atual.
 
Inovação
 
Se os organizadores do Festival de Pesca de Cáceres quiserem inovar no ano que vem, basta seguir os exemplos de Mato Grosso do Sul. Lá o Dourado está liberado para Pesque e Solte, e nos torneios de pesca só podem ser utilizadas iscas artificias. Ai sim, é um evento ecologicamente correto.
 
Difícil
 
Enquanto a reitora Ana Di Renzo foi dar um rolê pelos Estados Unidos com o ‘Mini Collor’, a Unemat segue prestes a perder recursos federais para construção de um bloco para o curso de Medicina. Alguém pode me dizer quando será a eleição do novo reitor?
 
Caos a vista
 
Para quem acha que a situação do hospital regional de Cáceres não é boa, aguardem a ‘cagada’ que o Estado vai fazer com aval dos nossos deputados da região, especialmente, doutor Leonardo (PSD), que é médico. Passar o controle do regional para o Consorcio de Saúde será um desastre.
 
Sei não
 
Estou acompanhando de perto a retomada de obras de pavimentação de várias ruas de Cáceres, fruto de emendas do ex-deputado federal Pedro Henry. Articuladas há mais de oito anos, as pavimentações estão sendo executadas pela construtora Terravan, do empreiteiro Vanderlucio Rodrigues, próximo do deputado federal Ezequiel Fonseca (PP), que herdou as emendas de PH em Brasília. Temo que o serviço, especialmente na Avenida vereador Osvaldo Batista, que dá cesso a Praia da Carne Seca, seja semelhante a porcaria que uma empreiteira mequetrefe de Nova Lacerda fez no Maracanãzinho, Rodeio e na Cavalhada. Uma obra de péssima qualidade e pouca durabilidade, semelhante a executada na avenida José Palmiro da Silva, no bairro São José, na gestão Ricardo Henry. 

Comentários

inserir comentário
5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Abel, em 27.05.2017 às 18:52

    Fransérgio, avalizo as suas argumentações e acrescento que os parlamentares têm que fiscalizar melhor as obras que estão sendo feitas pelo município, fiscalizar mais a administração do Prefeito e legislar um pouco mais com o interesse público.

  • por ANTENOR RIBEIRO, em 27.05.2017 às 18:11

    Por falar em reforma da Câmara Municipal: Porque o expediente do administrativo da Câmara não parou? Esse prédio que a Câmara esta Mudando esta regular para Locação ? existe contrato, ou esta "feito pelas coxas"? Se ouve uma ondem de desocupação do prédio emitida pelo bombeiro, porque só fecharam as portas e continua funcionando normalmente o expediente interno lá ? será que será mais um contrato emergencial? fica a pergunta

  • por Amarildo Peres, em 26.05.2017 às 09:27

    O Fransergio disse tudo, temos que parar de ficar comparando Cáceres com cidades que não tem história, Nova Mutum, Lucas, Sinop, Sorriso, Nortão e etc. Temos agradecer que o Criador ainda nos protegeu colocando de um lado Moraria e do outro Pantanal. E além do mais imaginem só se a Câmara sair daquele centro histórico, ai sim que iremos ter um problema sem solução que existe neste País, que a ocupação de espaços abandonados pelos moradores em situação de rua, viciados, e outros mais... Quem ainda tiver duvida é só pesquisar uma cidade histórica que abandonou o seu centro histórico para ver no que deu. Os vereadores tinham é doar parte dos salários e verbas que recebem para a reforma do prédio em frente a câmara,assim deixariam um legado nesta gestão sem sal que eles participam.

  • por CACERENSE, em 23.05.2017 às 08:16

    Sei não... Concordo plenamente, e a prova disto é a rua na lateral do posto São Luiz que está sendo usada como desvio para quem vai sentido Cohab Nova (só foi ter um fluxo intenso já está abrindo uma cratera no meio da rua) está afundando, e não é só essa rua, a que da acesso a panificadora Pão e cia também logo, logo irá acontecer o mesmo. Serviço mequetrefe...

  • por Fransergio Rojas Piovesan, em 22.05.2017 às 15:17

    Gonzaga, permita-me discordar. O prédio histórico onde se encontra a Câmara Municipal precisa e deve ser restaurado. Cáceres não precisa de um prédio moderno e novo, precisa é conhecer cuidar de sua história. O prédio da câmara, uma vez restaurado, pode ser objeto de visitação de escolas, turistas e cidadãos. Não queremos ser como as cidades do nortão, que tem apenas prédios novos. Queremos dar vida à história e cultura e de 238 anos. Espero que o Pres. Domingos não só recupere as instalações elétricas, coo também faça uma grande restauração, devolvendo a grandeza daquele maravilhoso prédio. E, para comprar ônibus, ajudar entidades e outras ações, temos as secretarias municiais, não é papel da câmara. abraços,

 
Sitevip Internet