Notícias / Educação

19/05/2017 - 11:01

Secretário de Educação, Marco Marrafon proíbe servidores de usar roupas que atentem contra a moral

Por Mato Grosso Mais

Enviar para um amigo Imprimir

Ilustração

 (Crédito: Ilustração)
O secretário de Educação do Estado (Seduc), Marco Marrafon, baixou a portaria nº 183/2017, que disciplina o uso de vestimenta do público no âmbito da Seduc.

De acordo com o documento publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (19), as mulheres estão proibidas de entrar no prédio da Secretaria usando qualquer peça excessivamente curta ou com decotes acentuados, incluída as blusas do tipo “costa nua” e “tomara que caia”.

Ainda segundo a proibição, que teriam as mulheres como alvos, também estão proibidas roupas que exponham a região abdominal, bem como aquelas que exponham partes do corpo que, por costume, não ficam à mostra.

No terceiro artigo da portaria, a Secretaria também proíbe shorts acima do joelho, traje de banho, minissaia, bermuda ou calção que estejam acima do joelho e camiseta sem mangas, sendo as duas últimas especificadamente para os homens.

O documento criado também vale para crianças a partir dos 12 anos de idade.

A portaria foi criada de acordo com a Lei nº 7.692, de 1º de julho de 2002, que regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Estadual, em seu art. 4º e 5º e com a Lei Complementar nº 112, de 1º de julho de 2002, que institui o Código de Ética Funcional do Servidor Público Civil do Estado de Mato Grosso.

Segundo ainda a portaria, o controle da utilização adequada de vestimentas será de responsabilidade dos servidores detentores do cargo de Agente de Segurança ou por intermédio de funcionários que atuem nas funções de recepcionista ou de vigilante, e outros servidores designados pela Coordenadoria de Apoio Logístico.

Comentários

inserir comentário
3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Isis Maciel, em 20.05.2017 às 09:24

    Ta certo ele. Afinal lá não é lugar de exebicionismo. Do jeito que estão as coisas e melhor evitar tentação

  • por Nivaldo Teodoro de Mello, em 19.05.2017 às 22:23

    Correto secretário, mas isso não é o mais importante nas listas de prioridades que devem ser adotado na gestão da SEDUC. O fluxo de processo deve melhorar, e muito. É inadmissível que um requerimento protocolado no protocolo geral da SEDUC no dia 18 de abril de 2017, endereçado à Senhora Marioneide Angélica Kliemaschewsk, secretária adjunta de gestão educacional e inovação, no dia 20 de maio de 2017, 1 mês depois, ainda não chegou à sua mesa. Essa inercia da Seduc é digno de repúdio.

  • por José Bezerra curisco, em 19.05.2017 às 11:56

    QUANTA BOBAGENS TEM ESSE PAÍS, TANTAS PREOCUPAÇÕES HÁ E SE PREOCUPAR COM O QUE BONITO É BOM DE SE VER!. VOU DESISTIR DE ESTUDAR...

 
Sitevip Internet