Notícias / Educação

18/05/2017 - 10:25 | Atualizado em 19/05/2017 - 11:11

Inscrição do Enem termina hoje

Por Aline Almeida

Enviar para um amigo Imprimir

Ilustração

 (Crédito: Ilustração)
Termina hoje, 19, às 23h59 as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio, edição 2017. Segundo levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, até a última terça-feira 82.550 se inscreveram para o exame em Mato Grosso. O número representa pouco mais de 50% do esperado que são 144 mil inscrições. 

Em todo o Brasil cerca de 4,2 milhões já se candidataram para prestar o Exame, a expectativa segundo Inep é de sete milhões. Dos estados com mais inscritos aparecem São Paulo (725.016), Minas Gerais (437.062), Bahia (309.315), Rio de janeiro (298.784), Ceará (255.497) e Pernambuco (241.987). As inscrições iniciaram no dia 08 deste mês. 

Interessados em participar da prova devem preencher o formulário, apenas pela internet, até as 23h59 do dia 19. O endereço é www.enem.inep.gov.br/participante. 

A taxa de inscrição é R$ 82. O valor tem de ser quitado até o dia 24 de maio, respeitados os horários de compensação bancária. O participante deve ter em mãos o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e preencher a data de nascimento. As informações serão cruzadas com dados da Receita Federal. 

Se comparado ao total do ano passado, o número de candidatos deve diminuir este ano. Em Mato Grosso, no Enem 2016 teve as inscrições chegaram a 163 mil, a redução de candidatos é de mais de 10%. No Brasil a expectativa é de que sete milhões se inscrevam para o exame, no ano passado foram 9,2 milhões. 

O Exame deste ano traz uma série de mudanças, a começar pelo pedido de isenção da taxa de inscrição. O benefício é dado para três grupos: alunos da rede pública que concluam este ano o ensino médio; integrantes de família de baixa renda em situação de vulnerabilidade socioeconômica inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal; e integrantes de famílias com renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que cursaram todo ensino médio na rede pública ou que foi bolsista integral na rede privada. A isenção deve ser solicitada no Sistema de Inscrição por meio da Declaração de Carência Socioeconômica. Os dados do questionário são cruzados com informações do Censo Escolar, da Receita Federal e do Ministério de Desenvolvimento Social. 

Foram alteradas também as regras para o atendimento especializado. A partir de agora, será preciso apresentar, além do código da Classificação Internacional de Doenças (CID), uma cópia digitalizada do laudo médico. (AA) 
 

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet