Notícias / Cidade

20/04/2017 - 16:02

Servidores da prefeitura de Cáceres participarão de paralisação nacional no próximo dia 28

Por Assessoria/SSPM

Enviar para um amigo Imprimir

Assessoria/SSPM

 (Crédito: Assessoria/SSPM)
Por decisão da Assembleia Geral realizada nesta quarta-feira, 19, os funcionários da prefeitura de Cáceres vão aderir à paralisação nacional dos servidores públicos no próximo dia 28, em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, de reforma da Previdência.
 
O movimento é liderado pelas centrais sindicais e pela Confederação Nacional da Educação.
 
Em Cáceres a manifestação está sendo organizada por um Fórum Sindical composto por representantes de servidores públicos das três esferas, entre eles, os da prefeitura.
 
Desde o mês passado, quando foi composto, o Fórum promoveu o fechamento da Ponte Marechal Rondon, realizou um debate nas dependências do Hospital Regional, promoveu uma caminhada pelas ruas centrais da cidade e provocou uma Audiência Pública na Câmara dos Vereadores.
 
Durante a Assembleia, os servidores endossaram a preocupação da diretoria do SSPM, com o projeto da prefeitura que está tramitando na Câmara que muda nomenclaras de secretarias e divisões e altera direitos dos servidores.
 
O presidente Claudiney Lima destacou que a proposta cria um prêmio de produtividade. Ele criticou a medida afirmando que ela estabelece tratamento diferenciado e fere a isonomia.
 
Lima convocou os colegas a se informaram sobre a proposta no SSPM e pediu que eles conversem com seus vereadores para alerta-los do prejuízo.
 
O Sindicalista também respondeu as indignações sobre os salários para os servidores de nível fundamente que inclusive está no edital do concurso aberto recentemente.
 
Ele disse que está buscando com a Assessoria Jurídica do Sindicato, um meio de acionar judicialmente a prefeitura que hoje paga R$ 657 para o pessoal de apoio e R$ 750 para motorista do transporte escolar, menos de um salário mínimo.
 
O vice-presidente do SSPM, Fábio Lourenço, lembrou que a inserção das vagas de motorista de transporte escolar no concurso só ocorreu por intervenção do SSPM.
 
Tanto Fabio quanto Lima, chamaram a atenção e cobraram ao engajamento dos colegas nas manifestações contra o projeto de retoma da previdência.
 
Eles lembraram que a aprovação da proposta pode acabar com o sonho da aposentadoria tranquila.

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet