Notícias / Polícia

14/04/2017 - 07:21

Funcionário é preso por envolvimento em roubo de malote do Atacado Pantanal

Por Ripa Nos Malandros

Enviar para um amigo Imprimir

Ripa Nos Malandros

 (Crédito: Ripa Nos Malandros)
Na tarde de quarta feira, 12, a policia judiciária civil, através da divisão de roubos e furtos da 1DP, em continuidade a operação "Lobo Solitário", visando como objetivo principal realizar a prisão do suspeito J.N.C. de 26 anos, que segundo a policia é o indivíduo que a luz do dia, as 11:00Hs, na data de 10/02, numa audácia danada, roubou a mão armada um funcionário do Atacadão Pantanal, que levava um malote com uma grande quantidade de dinheiro para ser depositado em uma agência bancária.

Segundo o Dr. Wilson Souza Santos, titular da divisão de roubos e furtos, a prisão do suspeito aconteceu após um intenso trabalho de investigação, envolvendo não só apenas a roubos e furtos, mas como também a divisão de homicídios e os investigadores plantonistas da 1DP, para isso, várias pessoas foram ouvidas, e com a ajuda de imagens de segurança de várias empresas e colaboradores chegaram até o suspeito que já estava com a prisão preventiva decretada há mais de mês e se encontrava foragido da justiça.

Aprisão do suspeito J.N.C. aconteceu na tarde de ontem, (quarta feira), na residência de um amigo, no Bairro Jardim Cidade Nova, sendo que o mesmo, quando avistou os policiais tentou fugir, porém, foi contido e preso.
Nessa ação policial conseguiram recuperar uma parte do dinheiro levado no roubo, sendo a quantía de aproximadamente 5 mil reais.

VAI VENNNNNNNNNDO

O delegado disse ainda que na verdade foram presos 02 individuos, o J.N.C. e F.S.N. de 32 anos, que curiosamente é quem acompanhava o veículo que faria o depósito do dinheiro no dia do crime e presenciou o roubo e que este, para a surpresa de todos, é funcionário do Atacadão Pantanal e que o mesmo, acreditem se quiserem, é "Tio" do J.N.C. (autor do roubo), e que passou todas as informações para o sobrinho, a hora, a quantia de dinheiro que estavam levando para ser depositado e por onde passariam.

Segundo os policiais, o suspeito (Tio) trabalhava no referido estabelecimento comercial há mais de 10 anos.

VAI VENNNNNNNNNDO

Na delegacia de policia, em seu interrogatório, o suspeito J.N.C. confessou o roubo e disse que na verdade foi "Forçado" a praticar o crime, porque depois da morte de seu pai, de nome  Antonio Telmo Araujo Faria Cordova, de 48 anos, morto a tiros, na manhã do dia 15/07/2016, na Rua da Tapagem, no centro da cidade, de lá para cá ele vinha recebendo ameças de morte para quitar uma dívida que seu pai teria deixado e por isso praticou o roubo, por sua vez, segundo o delegado, o seu "Tio" (funcionário da empresa vítima), sensibilizado com a situação lhe ajudou, fornecendo informações ao seu sobrinho para que o mesmo efetuasse a ação criminosa.

Para o Dr. Wilson Santos, a prisão do tio e sobrinho (envolvidos no roubo) é uma resposta que a policia judiciária civil da a sociedade, tirando criminosos como esses de circulação, o crime esta solucionado, finalizou. 

RELEMBRE O ROUBO

No finalzinho da manhã de ontem. 10/02 (sexta feira), por volta das 11:00Hs, a policia militar foi acionada via CIOSP para atender uma ocorrência de roubo, ocorrido na Rua dos Coqueiros, no Bairro Santa Cruz, ao lado do posto iguaçu.

Diante da comunicação os policiais imediatamente foram pro local do fato, chegando lá se depararam com a vítima de iniciais L.C.V. de 54 anos, funcionário do Atacadão Pantanal, onde este contou para policia que pouco antes, saiu com seu automóvel (da mpresa), acompanhado de um outro funcionário do Atacadão, sendo que este estava em sua moto, que estavam seguindo para o banco realizar alguns deposítos para a referida empresa.

Mas que ao passar pela Rua dos Coqueiros, reduziu a velocidade para passar por um quebra-molas, ao lado do psoto iguaçu, percebeu que a sua frente estava uma moto Brós estacionada na rua e dela desceu um indivíduo, magro, alto, usando calça jeans, com capacete e viseira preta, já com uma arma de fogo na mão, sendo um revólver cano longo, correu para o seu lado e colocou a arma em sua cabeça, onde o suspeito disse a ele (vítima) que fazia tempo que o mesmo estava lhe vigiando, perguntou também quem era o condutor da moto que estava atrás, se não era policial, a vítima disse que não, e sim um funcionário da empresa (Atacadão Pantanal), nesse momento o suspeito ameaçou a atirar no referido funcionário, porém, desistiu.

Logo em seguida o suspeito mandou que a vítima lhe entregasse todos os pertences que estavam no interior do veículo, momento que ele entregou uma mochila de cor preta, contendo uma quantía relevante de dinheiro, além de vários cheques com carimbo do Juba Supermercados, entre outros objetos.

Após o relato da vítima os policiais realizaram várias diligências na tentativa de identificar e capturar o criminoso, e ao passar pela Prinecsa Isabel, no Bairro Vila Mariana, encontraram o celular da vítima, sendo um Iphone, jogado na rua, todo danificado.

O caso esta sendo investigado pela divisão de roubos e furtos da 1DP.

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet