Notícias / Mundo

30/03/2015 - 10:31

Museus da capital espanhola trazem grandes nomes da arte moderna

Por Flor Costa, especial para o GD

A Gazeta

 (Crédito: A Gazeta)
A capital espanhola, Madrid, é conhecida pelos grandes museus de arte que abriga, principalmente o Museu do Prado e o Nacional Centro de Arte Reina Sofia. Ambos conhecidos internacionalmente por suas vastas coleções, o primeiro, com mais de 8 mil obras entre pinturas e esculturas de todas as épocas, é considerado o mais importante museu da Espanha.

Já o Reina Sofia carrega a fama de ser um dos melhores museus de arte moderna da Europa, com uma coleção que abriga pintores famosos como Salvador Dalí, Juan Miró e Pablo Picasso, sendo a casa da obra mais conhecida deste artista, “Guernica” (1937).

Os que tiverem a oportunidade de visitar Madri, terão a oportunidade de conhecer uma parte do acervo do museu suíço, Kunstmuseum Basel, que estará exposto, nessas duas grandes casas.

O Kunstmuseum Basel, situado na Basiléia, é considerado o primeiro museu público municipal do mundo. Sua coleção é constituída por obras que datam dos séculos XV e XVI, por um lado, e a arte do XIX ao XXI, por outro, possuindo uma importante coleção de arte contemporânea na Europa. O museu está temporariamente fechado para a renovação de suas instalações e por isso enviou algumas de suas obras mais famosas para a capital espanhola. Elas foram divididas em duas grandes exposições: “10 Picassos del Kunstmuseum Basel”, no Prado e “La colección moderna del Kunstmuseum Basel”, no Reina Sofia.

Mesmo que o Reina Sofia possua a mais significativa coleção de Picasso, foi o Prado que recebeu as 10 obras mais destacadas do pintor malaguenho, presentes na coleção do Kunstmuseum Basel. A exposição, que estará aberta para visitação até o dia 14 de setembro, está montada como uma “cronologia” do desenvolvimento de Picasso como artista. Com quadros da produção do artista desde o verão de 1906, seu período conhecido como “ibérico”, até o final de 1967.

Os quadros que compõem a exposição “10 Picassos del Kunstmuseum Basel” são: “Los dos Hermanos” (1906), “Hombre, mujer y niño” (1906), “Panes y frutero con frutas sobre una mesa” (1909), “El aficionado” (1912), “Mujer con guitarra” (1911-1914), “Arlequín sentado o El pintor Jacinto Salvadó” (1923), “Mujer con sombrero sentada en un sillón” (1941-1942), “Muchachas a la orilla del Sena, según Courbet” (1950), “Venus y Amor” (1967), “La pareja” (1967).

“La colección moderna del Kunstmuseum Basel” estará exposta no Reina Sofia também até o dia 14 de setembro, com mais de cem obras da coleção do museu suíço, entre pinturas, esculturas, colagens, fotografias e vídeos.

O conjunto engloba o final do século XIX até os dias atuais, e tem como objetivo “oferecer um amplo panorama do trânsito da arte moderna, incluindo exemplos de movimentos tão diversos como o expressionismo, o cubismo, o purismo, a abstração, o construtivismo, o minimalismo, o pós-expressionismo alemão, a abstração estadunidense do pós-guerra e o Pop art”, afirma o site do museu. Entre os artistas que terão suas obras compondo a exposição se destacam Pablo Picasso, Vassily Kandinsky, Andy Warhol, entre vários outros.

Os dois museus citados na reportagem não cobram entrada para idosos, nem para estudantes menores de 25 anos com carteirinha que comprove os estudos. O preço das entradas para essas exposições é 14 euros para o Prado e 4 euros para o Reina Sofia.

Comentários

inserir comentário
1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por leitora, em 31.03.2015 às 13:51

    Parabéns pela excelente matéria, de grande riqueza para a cultura.

 
Sitevip Internet