Artigos / Padre Jair Fante

26/11/2014 - 19:23

Advento, preparando a vinda do Senhor

Neste domingo começamos um novo Tempo Litúrgico. O Ano Litúrgico (ou ano religioso) é diferente do ano civil. O ano civil vai de primeiro de janeiro a 31 de dezembro. O Ano Litúrgico tem outras características, pois, o seu centro é a pessoa de Jesus Cristo.

Ele é elaborado em torno de duas grandes colunas: o TEMPO PASCAL, que é precedido pela Quaresma (40 dias de preparação para a festa da ressurreição de Jesus), e o TEMPO DO NATAL, que é precedido pelo Advento (tempo de preparação para a festa do nascimento de Jesus e que dura quatro semanas.

É aqui que começa o Ano Litúrgico). Advento, portanto, é tempo de preparar o coração para celebrar o Natal.

É tempo de espera, de vigilância, de atenção e de cuidados especiais para consigo mesmo, para com os outros e para com Deus. Afinal, é a preparação para o nascimento do Filho de Deus, Jesus. São atitudes próprias deste tempo a solidariedade, a mudança de vida, a aproximação dos irmãos na família e na comunidade.
 
Vários personagens da História da Salvação se destacam no Tempo do Advento: São João Batista - o precursor do Messias, o Anjo Gabriel - que anuncia a Maria que ela será a mãe do Filho de Deus, e o próprio São José, pai adotivo de Jesus.

Os Reis Magos se destacam como os primeiros a encontrarem a família de Nazaré na Gruta de Belém. Eles compõem o presépio, símbolo da fé cristã desde os primórdios do cristianismo.

No entanto, em nossos dias, cada um de nós torna-se personagem fundamental na promoção da fraternidade e da paz, elementos centrais da mensagem de Jesus trazida no Natal. “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade” (Lc2,14), cantavam os anjos na gruta de Belém.
 
O papa Francisco tem rezado e promovido a paz no mundo através do diálogo aberto e sincero com todos os credos e realidades diferentes da vida quotidiana.

Ele faz eco à mensagem de Jesus ao proclamar “bem aventurados os que promovem a paz” (Mt 5,9). O Evangelho nos lembra que as primeiras palavras de Jesus aos discípulos, após a ressurreição, foram: “A paz esteja convosco” (Jo 20,19). Celebrar o nascimento do Filho de Deus significa então para nós, colocar o nosso coração à disposição e em sintonia com o projeto de Deus.

A celebração cristã do Natal supõe, por isso, um encontro pessoal com Jesus Cristo. As leituras bíblicas deste tempo litúrgico nos ajudam e indicam este caminho, pois, Jesus é a boa nova do Pai, o nosso salvador.

Durante o Tempo do Advento, a Igreja nos ajuda a caminhar na direção do “Senhor que vem”, através da Novena do Natal, que já está em nossas paróquias. Ela nos ajuda a refletir melhor sobre a vida de Cristo presente na nossa vida; nos aponta, também, o caminho a seguir através da leitura da Palavra de Deus e da oração. É assim que nos preparamos para o nascimento de Jesus no coração da humanidade.
 
Quem assim entende este tempo, celebra o Natal e não, simplesmente, o comemora com enfeites, comida e bebida.

Natal não é magia; é sim, a Encarnação do amor, da ternura e da misericórdia do Pai. Natal é compromisso de Deus conosco e nosso com Deus, com o mundo e com toda a humanidade. Vivamos com abertura de coração este tempo privilegiado, e manifestemos nossa fé com coragem, simplicidade e alegria. 
Padre Jair Fante

por Padre Jair Fante

é Coordenador da Pastoral da Diocese de São Luiz, com sede em Cáceres-MT
+ artigos

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet