Jornal Oeste

Cáceres, Segunda-Feira, 6 de Julho de 2020

Artigos / Wilson Fuá

07/11/2014 - 09:40

O reencontro casal

Muitos de nós somos intolerantes com as pessoas que frustram os nossos desejos de querer por querer. É fácil não admitirmos os nossos erros, pois não aceitamos as dificuldades das ajudas, nem suportamos a lentidão dos parceiros no aprendizado de determinadas lições da vida. Esgotamos nossas paciências facilmente querendo que o comportamento dos outros corresponda as nossas expectativas imediatamente.
 
                       Muitos de nós não sabemos usar o filtro emocional. Para as pessoas sem equilíbrio, viver em sociedade é um problema, tornando seu viver em somas de agonias sucessivas. Apesar de a convivência social ser uma fonte de estresse, ninguém consegue viver ilhado, no mundo moderno e competitivo ninguém tem tempo para ninguém, muitas pessoas vivem no meio da multidão, porém insuportavelmente só.                     
 
                        O encanto pelas pessoas é que nos prende ou nos afasta do prazer de estar reunidos pela satisfação de estar por estar. O encanto pelos lugares com as particularidades das suas ruas e seu modo de vida, é que nos faz aumentar o poder de contemplação da beleza de tudo que é natural e está ao nosso alcance.
 
                        Ao perdermos as pessoas que amamos, saímos por aí em busca de caminhos perdidos, até entender que o único caminho é  reencontrá-las, e quando isso acontece, vem com a sensação de prazer e com um bem estar que incoerentemente dificulta o estado de repouso,  pois o estado de satisfação pleno, traz aquelas emoções que ficaram perdidas no tempo e que a partir de um reencontro casual faz com que 24 horas seja pouco para um dia de felicidade, são momentos para relembrar o que poderia ser feito do passado e as vezes estabelecer a procura de um culpado, que fez com que cada um seguisse os caminhos opostos, por isso as vidas separadas só provocam vazios e angustias por buscas intermináveis.
 
                  No reencontro de vidas separadas vem o absoluto querer aproveitar o tempo perdido como se fosse possível,  e esses encantos de estar juntos novamente tem o poder de zerar aqueles sentimentos de saudade em forma de felicidade continua, recuperando as emoções que estavam esquecidas dentro de cada um e ao reencontrá-las faz com que as pessoas fiquem tomadas pela leveza de um bem estar, fazendo com que sejam adotadas atitudes de adolescentes,  com risos dos atos passados e de repente basta ficar abraçados para retornar a possibilidade de ser feliz novamente, e esse estado faz com as pessoas fiquem sem querer mais nada com se fosse o único escolhido para ser feliz.
 
             Para consagrar um reencontro é necessário desarmar e perdoar, e com as mãos conjuntas começar a construir novos projetos, imaginando o possível e o impossível para  eternizar essa satisfação emocional de estar juntos novamente, pois é nesse estágio que encontramos a fórmula mágica do encanto dos corpos e das almas.
Wilson Fuá

por Wilson Fuá

É Especialista em Recursos Humanos e Relações Políticas e Sociais
wilsonfua@gmail.com
+ artigos

Comentários

inserir comentário
0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet