Artigos / Wilson Fuá

22/07/2020 - 09:08

Procura-se um grande líder

        Hoje os políticos têm que dizer a todos e em todos os instantes, que são honestos e competentes, por isso, gastam muitos recursos públicos para fazer propagandas das suas ações, simplesmente para dizer que está fazendo aquilo que é o seu dever em fazer.

           Na verdade o grande líder, para ser reconhecido como tal, antes de assumir as suas atitudes no poder, tem que ter a habilidade nata, que o faz  tratar o povo assim como gostaria de ser tratado, porque sem o poder, ele voltará a ser um cidadão comum.

          Sempre que duas ou mais pessoas se reúnem com o mesmo proposito, caberá apenas a uma delas liderar, e esta, é a única que tem influências verdadeiramente sobre os outros, é isso que se distingue o líder dos demais, pois estará sempre disponível a todos, e isso, requer uma doação total aos outros em detrimento da sua vida pessoal, o verdadeiro líder político não foge das suas responsabilidades.

          Hoje o parlamento vive vazio, porque os parlamentares dizem que estão “visitando as bases”, é por isso, que as Leis são consideradas injustas e eivadas de erros nas suas aplicabilidades, e por isso, o STF é chamado para decidir o que é certo ou errado.  E o povo termina por depender das novas reformas, e que muitas vezes, ou quase sempre, vem em forma de Medidas Provisórias ou PEC,  que impõe a vontade o poder executivo, e de reforma em reforma, o povo é sempre chamado a pagar mais e mais impostos, e por isso, que os contribuintes dizem: “imposto bom, é imposto velho”.

          Muitos políticos são eleitos para exercer a sua liderança, por causa da sua aptidão técnica revelada no desempenho das suas tarefas anteriores, mas ao serem eleitos, não sabem exercer o comando que o cargo requer, e que fatalmente, promoverá fracassos durante seus mandatos, por não ter a liderança e não ter o poder em decidir, e assim,  fica na dependência de grupos influentes ou um auxiliar que passa a governar indiretamente,  sem ter um único voto, transforma seus desejos em ordem, e que durante  os longos 4 anos, o povo descobre que quem governa de verdade é o subalterno  chamado de “manda chuva” ou de “Posto Ipiranga”.

     Na política os eleitores são chamados a cada 04 anos, para  eleger um novo mandatário, e que na  maioria das vezes,  em função da falta de opção, e para não votar num ladrão, opta por  aquele que diz: “não roubo e não deixo roubar”, e assim, o  Programa  de Governo que fora  debatido no horário eleitoral, fica em segundo plano, e os eleitores passam a votar por exclusão dos nomes que apresentam como candidatos, porque a politica virou uma fábrica de desonestos, com raríssima exceção.
Wilson Fuá

por Wilson Fuá

É Especialista em Recursos Humanos e Relações Políticas e Sociais
wilsonfua@gmail.com
+ artigos

Comentários

inserir comentário
1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por ademilson, em 26.07.2020 às 12:13

    Caceres e como uma cadeia nunca libera políticos honesto para governar a nossa cidade e tanta sujeira que si a gente for limpar tem mas de trezentos anos pra começar tem que mudar pra ontem foi muito tempo vendo famílias tradicional enriquecendo em cima dos cacerence vergonha

 
Sitevip Internet