Plantão:
Passagem de ônibus Cuiabá/Cáceres sobe para R$ 39,89 nesta quarta
NOTÍCIA »

Voltar a página anterior     Versão impressa       A[+]    A[-]  

Passagem de ônibus Cuiabá/Cáceres sobe para R$ 39,89 nesta quarta

Publicidade
Da Redação C/Informações Ager MT

O preço das passagens nas linhas rodoviárias intermunicipais de Mato Grosso sofrerá um reajuste de 4,99%. As novas tarifas entram em vigor nesta quarta-feira (02), O reajuste vale para os 105 contratos de empresas do setor, em Mato Grosso. A tarifa do transporte entre no Cuiabá e Várzea Grande e Santo Antônio de Leverger, consideradas de caráter urbano, não será reajustada por este cálculo por ter prazos e metodologia diferenciados.

Com o aumento, o preço da passagem em alguns itinerários, por exemplo, passa a ser o seguinte: Cuiabá para Rondonópolis (212 km ao Sul) de R$ 36,00 para R$ 37,79; da Capital para Sinop (500 km ao Norte) de R$ 87,50 para R$ 91,85. Entre Cuiabá e Chapada (67 km ao Norte) o valor passa de R$ 10,35 para R$ 10,86 e para Cáceres de R$ 38,00 para R$ 39,89.

O reajuste foi definido pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager-MT), na sessão regulatória realizada na segunda-feira da semana que passou e contou com a participação do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros (Setromat), da Superintendência do Estadual do Procon e empresários do ramo.

A coordenadoria de Estudos Econômicos da Ager-MT considerou para o cálculo da nova tarifa, o custo do passageiro por quilômetro em rodovias de terra e asfaltadas e uma planilha tarifária que envolve todos os insumos que incidem sobre o custo operacional das empresas: combustíveis, lubrificantes, pneus, recapagem, veículos e salários. As pesquisas de mercado foram realizadas in loco na Capital do Estado, pela Agência de Regulação junto aos fornecedores das empresas de transporte intermunicipal.

De acordo com a planilha tarifária, o reajuste em Mato Grosso está abaixo do percentual estipulado pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), no transporte interestadual, de 7,04% e, acima dos principais índices de inflação do país como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que entre julho de 2008 e maio de 2009, foi de 4,80%.

A coordenadoria de Estudos Econômicos da Agência de Regulação está analisando pedidos de seis empresas interessadas em realizar tarifas promocionais no Estado.

Por: Jornal Oeste em 01/09/2009 00:00:00

» Mais notícias
FAPAN desenvolve pesquisa
Programa DST/AIDS de Cáceres participa de encontro 'jovens convivendo com Aids'
Prefeitura de Porto Esperidião adere ao Quali Gestão Pública
Ambiental flagra pescadores com Jacaré
Alunos da Unemat realizam visita técnica aos Tribunais Superiores em Brasília


» COMENTE AQUI

Nome: *
E-mail: *
Cidade:
Comentário:  *Excedido o numero de caracteres.
Digite o texto da imagem ao lado:
 

» COMENTÁRIOS

Nenhum comentário nesta notícia.

 

   
Copyright © 1997 - 2014 • Jornal Oeste • Todos os direitos reservados
online