Plantão:
Onça corre atrás de banhistas em Cáceres
NOTÍCIA »

Voltar a página anterior     Versão impressa       A[+]    A[-]  

Onça corre atrás de banhistas em Cáceres

Foto: web
O período de estiagem faz alguns animais se afastarem da região mais isoladas do pantanal em busca de alimentos. Um deles é o maior felino brasileiro, a Onça Pintada, que está no topo da cadeia alimentar de uma das maiores planices alagadas do mundo.

Com a intensificação do calor, nesta época do ano é comum os cacerenses lotarem as praias da cidade, inclusive as mais afastadas, por serem mais limpas. O problema é que com o aumento da população de Onças no Pantanal, o encontro de humanos com o predador passou a ser um risco eminente. E aconteceu!

Ontem, 8, no começo da manhã, dois rapazes que atravessam um braço do rio Paraguai, no bairro do Jardim das Oliveiras, em Cáceres, tiveram que correr e nadar muito para escapar de um ataque em uma área muito freqüentada por banhista, especialmente crianças e mulheres que vão ao local nos finais de semana as centenas para aliviar o calor escaldante.

Conforme informações da delegada regional, Elizabete Garcia dos Reis, que mora a poucos metros do local do incidente.

Ontem ele foi conferir uma enorme aglomeração que se formou próxima a sua residência, e ouviu de testemunhas que socorreram um dos rapazes, que eles atravessaram ‘o furado próximo ao cabo Nilson’ e estavam caminhando em direção a Bahia da Palha, que fica do outro lado, quando deram de cara com a Onça.

Ao avistarem o animal os dois correram de volta e foram perseguidos pela Onça que chegou a atravessar para o lado habitado do bairro atrás dos dois que se separam na hora da fuga.

Um dos rapazes foi parar na casa do agente de saúde, João Lima, que o acolheu todo arranhado devido à corrida por uma mata fechada. O outro, conseguiu sair em uma chácara mais afastada do local. Lima e um grupo se armou de paus e fez buscas pela área atrás da Onça não obteve êxito.

Moradores do bairro que costumam pescar na área, relataram vários avistamento de onças na praia localizada do outro lado rio, em frente o bairro.

Por: Jornal Oeste em 09/09/2013 19:59:14

» Mais notícias
Malandro cai com produtos roubados na madrugada
Homem cai com Broz roubada em Cáceres
'Noiada' fica pelada no CISC para protestar contra a prisão do namorado
Cáceres sedia hoje e amanhã 2º Festival de Dança de Rua
Johnny Walker é preso pela 'milésima vez' suspeito de furto


» COMENTE AQUI

Nome: *
E-mail: *
Cidade:
Comentário:  *Excedido o numero de caracteres.
Digite o texto da imagem ao lado:
 

» COMENTÁRIOS

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Oeste. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Jornal Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Marcos Vinicius (Cáceres) | 2013-09-09 20:27:51
Esse é o preço que estamos pagando pela depredação da natureza. Todo cuidado é pouco banhista e pescadores.
SILVA (CACERES) | 2013-09-09 21:42:29
REALMENTE TIVERAM MUITA SORTE, POIS NO ATAQUE DA ONÇA NÃO FALHA, E CERTEIRO, NAO EXISTE DUAS TENTATIVA, ELA REALMENTE MUITO BOA NO QUE FAZ AO PEGAR SUA PRESA. JA TIVE O PRAZER DE VER A MESMA ATACANDO E É DE CAIR O QUEIXO, E MUITO PRESCISA NA VELOCIDADE E MORDIDA...
bella (Bsb) | 2013-09-09 21:49:36
só pra constar.. elas estão no seu habitat nós é que invadimos a natureza delas...
José (Cáceres) | 2013-09-09 22:32:35
Está perto de ocorrer o que já falei, aqueles moradores que não tiverem em sua casa cachoros, vai ser atacado dentro de casa por esses animais, precisa haver controle desses anifmais, daqui a uns dias vão noticiar o que estou dizendo.
ovidil ferreira da cruz (caceres mt.) | 2013-09-09 23:25:34
esse ai não é onça , é jaguatirica, onça mesmo vcs vão ver se vcs descerem um pouco mais perto da ilha de taimam, baia das éguas. bem para la do barranco vermelho, ali esta possoido por esse bichinho.
Alberto (Cuiabá) | 2013-09-10 12:19:46
Será que tem como algum tratador/adestrador ensiná-la a chegar até algumas repartições da prefeitura municipal de Cáceres? Tem muita gente por lá que precisa ser colocada pra correr. Quem sabe esta felina não nos ajuda!!??
jose vispa de araujo (cáceres) | 2013-09-10 08:26:55
Ja gostei muito de uma onça que vinha dentro de uma garrafa, aquela que a jente coloca dentro do bolso ta em extinção e quando aparece uma fica la no boteco da nazinha pra pagar as latinhas que as garotas tomam comigo,pena que elas só tomam da minha cerveja e se evapórão quando a onça do bolso some,.
jesuino gomes (pontes e lacerda) | 2013-09-10 08:34:24
não lembra mais oque aconteceu com o luiz lara ai no rio morto por um animal desse
paulo sergio fanaia teixeira (Cuiabá) | 2013-09-10 09:08:50
FICO MUITO PREOCUPADO COM ESSA SITUAÇÃO ! DEVIDO A OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS NO CERRADO OS ANIMAIS ESTÃO CHEGANDO CADA VEZ MAIS PRÓXIMOS DO SER HUMANO E ISSO PODE SER UM PERIGO PARA AS ONÇAS.SERÃO ABATIDAS SEM PIEDADE!!UMA LÁSTIMA !!
alan (cáceres) | 2013-09-10 09:59:33
isso foi incrivel! Cuidadokkkk
ovidio rosa mendes (tangara da serra) | 2013-09-10 10:44:36
isso tudo se deve a consequencia das acoes humanas contra a natureza que hoje vem cobrar o que foi tirado dela
Ademir (Cáceres-MT) | 2013-09-10 10:55:36
Antes elas do que a gente..kkkk
Salvador claro dias de oliveira (LISBOA) | 2013-09-10 13:32:37
GOSTAVA DE CONHECER CACÉRES, POIS É UM SONHO CONHECER O BRASIL E ESSA CIDADE
Freitas (Cáceres) | 2013-09-11 09:25:07
Tenho uma sugestão: Que tal os latifundiários que possuem enormes pastagens às margens do Rio Paraguai começarem a fazer replantio da floresta nativa; os piromaníacos deixarem de colocar fogo em tudo que veem? Quem sabe assim, aumenta as reservas florestais, aumenta o número de animais na cadeia alimentar, a onça terá suas presas naturais e volta tudo como era antes???
Moacir (Fortaleza) | 2013-09-11 11:39:12
veja isto

 

   
Copyright © 1997 - 2014 • Jornal Oeste • Todos os direitos reservados
online